Alcy

alcy-100

Alcy: finalmente achei o seu livro em Foz do Iguaçu, no Festival Internacional de Humor Gráfico das Cataratas. Como diz Paulo Caruso na orelha esquerda – sim, pois a orelha direita é do Chico Caruso – ” Seu sofisticado senso estético, originário das pedreiras quebradas no início em agências de publicidade, o ajudaram a desenvolver um método peculiar de cartunismo científico, como o do inesquecível Prof. Reginaldo Fortuna. Consistia em repetir, sem esboço, direto a nanquim sobre papel, um desenho gestual, rápido, com tal perfeição que, depois de inúmeras tentativas atiradas ao cesto de lixo abaixo da prancheta, surgisse o cartum que adquiria vida própria”. É isso, Alcy. Concordo em gênero, número, degrau e escada rolante com o Paulo Caruso. Você é meu ídolo. Solda

23 de dezembro de 2005

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido não tem graça". Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em Alcy, Chico Caruso, Colda Cáustico, Don Suelda del Itararé, Festival Internacional de Humor Gráfico das Cataratas, Paulo Caruso e marcada com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta