foto-lucilia-guimaraes-0111Foto de Lucilia Guimarães

Um dos presentes para a cidade, no mês em que Curitiba completa 320 anos, é o lançamento do livro “Dramaturgias Curitibanas 2011/2012”, que acontece às 19h desta quinta-feira (28), no Teatro Novelas Curitibanas. O livro, que na ocasião terá distribuição gratuita, reúne seis autores curitibanos, selecionados pelo Edital Oraci Gemba – Fomento em Literatura Dramática do Fundo Municipal da Cultura. A entrada é franca.

Em sua quarta edição, a publicação conta com as obras “23 de Setembro”, de Diego Fortes; “Otto e Maria”, de Enéas Lour; “Encontros Diários”, de Lígia Souza Oliveira; “Medeia”, de Luiz Felipe Leprevost; “Miguel Bakun, Sua Natureza…”; de Luiz Roberto Meira; e “O Beijo”, de Silvia Monteiro.

Diego Fortes apresenta o hipertexto como meio de expressão. Em fragmentos diversos, o autor revela o “23 de Setembro” da vida de Maria Elena, que une o Chile e o Brasil contemporâneos. Enéas Lour propõe uma história de amor, “Otto e Maria”, que tem como cenário o Brasil e a Alemanha nos tempo da 2ª Guerra Mundial, num manifesto contra o preconceito e a intolerância.

Ligia Souza Oliveira, em seu “Encontros Diários”, retrata a relação entre duas crianças que conversam e um rato que espreita num espaço-tempo deslocado, onde o que é e o que não é real não tem a menor importância. Luiz Felipe Leprevost mostra uma Medeia renovada. A condição da mulher em nossos dias é explorada de forma sensível e sem concessões. Luiz Roberto Meira, com “Miguel Bakun, Sua Natureza…”, propõe o choque entre o mundo real e a natureza delicada do artista. A vida e a morte de Miguel Bakun servem perfeitamente a esse propósito. Por fim, o beijo náutico de Sílvia Monteiro. A trama lírica de “O Beijo” se desenrola numa bucólica Paranaguá do século XIX.

Serviço: Lançamento do livro “Dramaturgias Curitibanas 2011/2012”, com obras de Diego Fortes, Enéas Lour, Ligia Souza Oliveira, Luiz Felipe Leprevost, Luiz Roberto Meira e Sílvia Monteiro, autores selecionados pelo Edital Oraci Gemba – Fomento em Literatura Dramática do Fundo Municipal da Cultura. Local: Teatro Novelas Curitibanas (Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1.222. – São Francisco). Data e horário: dia 28 de março de 2013 (quinta-feira), às 19h, com distribuição gratuita da publicação. Entrada franca Informações: (41) 3321-3358

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido não tem graça". Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em Diego Fortes, Dramaturgias Curitibanas 2011|2012, Edital Oraci gemba, enéas lour, Ligia Souza Oliveira, Luiz Felipe Leprevost, Luiz Roberto Meira, Seis autores integram livro em lançamento no Novelas Curitibanas, Sílvia Monteiro, Teatro Novelas Curitibanas e marcada com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta