A sede do Teatro Margem

Nesta rua, na casa de Tia Tessália, em frente à Confeitaria Blumenau, ficava a sede do Teatro Margem, onde Manoel Carlos Karam morava com o irmão Karamzim. Lá, todos os livros, todos os discos, toda a juventude, toda bebida. Entrando na mansão, Regina Bastos (com Betina na barriga), Soruda, Vera Prado, Karam e Roxane. Nos anos de chumbo, bah!, viu só, Nena Inoue? Foto de Beto Bruel.

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido, não tem graça." Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em teatro margem e marcada com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta