Aproveite o feriado de 1º de maio para visitar diferentes exposições

Predestinação_A-Magia-de-Escher---MONNo Dia do Trabalho é possível conhecer trabalhos de diferentes artistas nacionais e estrangeiros. Predestinação, a Magia de Escher

No feriado de 1º de maio, Dia do Trabalho, museus da Secretaria de Estado da Cultura estarão abertos para visitação. Exposições no Museu Oscar Niemeyer, Casa Andrade Muricy e Museu Alfredo Andersen, e as mostras itinerantes em Morretes, no Instituto Mirtillo Trombini e na Casa Rocha Pombo, estarão disponíveis ao público.

O Museu Oscar Niemeyer (MON) abriga atualmente exposições de sucesso entre o público, como “A Magia de Escher”, que vem quebrando recordes de visitação, “Leda Catunda – Pinturas Recentes”, “O Brasil de Marc Ferrez – Fotografias do acervo do Instituto Moreira Salles”, “Ione Saldanha: o tempo e a cor”, “PR/BR – Produção da imagem simbólica do Paraná na cultura visual brasileira”, “Museu em construção”, “Múltiplo Leminski” e “Acervo MON – Aquisições 2011/2012”. O museu fica aberto na quarta-feira, das 10h às 18h. Porém, até às 20h é possível visitar a exposição com obras do artista gráfico holandês Maurits Cornelis Escher. O ingresso custa R$ 6,00 e R$ 3,00 (meia).

Colagens, pinturas, desenhos e fotografias de artistas brasileiros e alemães fazem parte das três novas exposições que estão em cartaz na Casa Andrade Muricy (CAM), em Curitiba. As mostras “Ocidentes e Orientes”, “Under Construction” e “Apresentação | Representação” têm entrada gratuita.  No feriado, é possível visitar a CAM das 10h às 16h.

O Museu Alfredo Andersen apresenta as exposições “Álbum de Família”, de Suzana Bianchini, e a mostra de Attila Wensersky. A primeira é fruto da pesquisa que a artista realiza há anos, na qual tenta extrair personagens, muitas vezes desconhecidos, das fotos de álbuns antigos e esquecidos nas gavetas. Já Attila Wensersky apresenta pinturas com planos bidimensionais de cor. As manchas e pinceladas soltas foram sendo contidas até se tornarem numa geometria caótica e orgânica. A visitação pode ser feita das 10h às 16h, também com entrada gratuita.

Em Morretes, as duas mostras que integram o programa de exposições itinerantes Museus Paraná estarão disponíveis para visitação no feriado de quarta-feira. “Jesus Santoro, a revelação de um mestre” e “Nego Miranda no acervo do Museu Alfredo Andersen” estão expostas no Instituto Mirtillo Trombini (10h às 16h) e na Casa Rocha Pombo (10 às 22h), respectivamente. A entrada de ambos é gratuita.

O Museu de Arte Contemporânea estará fechado para montagem de exposição. O Museu do Expedicionário e o Museu Paranaense estarão fechados para dedetização.

Serviço: Exposição “Nego Miranda no acervo do Museu Alfredo Andersen”. Local: Casa Rocha Pombo (Largo Dr. José Pereira, 43. Morretes). Período expositivo: até 2 de junho de 2013. Horário de visitação: de 27 de abril a 5 de maio, das 10h às 22h. De 6 de maio a 2 de junho, das 8h às 17h. Entrada gratuita.

Exposição mostra “Jesus Santoro, a revelação de um mestre”. Local: Instituto Mirtillo Trombini (Alameda João de Almeida, 20. Morretes). Período expositivo: até 2 de junho de 2013. Horário de visitação: de 3ª a domingo, das 10h às 16h. Entrada gratuita.

Exposições “Ocidentes e Orientes”, “Under Construction” e “Apresentação | Representação”. Local: Casa Andrade Muricy (Alameda Dr. Muricy, 915 – Centro. Curitiba). Visitação: de terça a sexta-feira, das 10 às 19h, sábado e domingo, das 10 às 16h. Entrada gratuita.

“Álbum de Família”, de Suzana Bianchini, e mostra de Attila Wensersky. As mostras permanecem até 12 de maio de 2013. Local: Museu Alfredo Andersen (Rua Mateus Leme, 336. Curitiba). Visitação: terça a sexta-feira, das 9h às 18h. Sábado, domingo e feriado, das 10h às 16h. Entrada gratuita.

“A Magia de Escher”, “Leda Catunda – Pinturas Recentes”, “O Brasil de Marc Ferrez – Fotografias do acervo do Instituto Moreira Salles”, “Ione Saldanha: o tempo e a cor”, “PR/BR – Produção da imagem simbólica do Paraná na cultura visual brasileira”, “Museu em construção”, “Múltiplo Leminski” e “Acervo MON – Aquisições 2011/2012” Local: Museu Oscar Niemeyer (Rua Marechal Hermes, 999. Curitiba). Visitação: terça a domingo, das 10 às 18h. Exposição do Escher até 20h. Entrada: R$ 6,00 e R$3,00. Venda de ingressos até 17h30. No primeiro domingo do mês a entrada é gratuita.  

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido não tem graça". Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em Aftosas soldações, agenda cultural, Álbum de família = Attila Wenserski, Aproveite o feriado de 1º de maio para visitar diferentes exposições, Don Suelda del Itararé, Exposições, Jesus Santoro - a revelação de um mestre, Múltiplo Leminski, Museus, Nego Miranda no acervo do Museu Alfredo Andersen, nora drenalina, prof. thimpor, solda, Soldades, Soldatti, soruda e marcada com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta