Arquivo da categoria: Braulio Tavares

Braulio Tavares

O vampiro é um arquétipo múltiplo, que vai recebendo diferentes projeções conforme ressurge em cada época, em cada cultura.  Cada medo customiza o vampiro de que precisa. Se o medo, como dizem os psicólogos, é um desejo ao contrário, tem … Continue lendo

Publicado em Braulio Tavares | Com a tag , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Braulio Tavares

© Mahl Ghost Cuidado ao entrar ali, cidadão comum em busca de um atendimento ou da solução de algum problema! Aquele recinto povoado de funcionários, de mesas e de máquinas esconde em si um pesadelo, um drama que se confunde … Continue lendo

Publicado em Braulio Tavares | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Quando René Descartes proferiu seu famoso “Penso, logo existo” colocou um desafio para os programadores de video-games e de inventores cibernéticos em geral.  Quando será que um personagem de jogo será capaz de, sem ser estimulado por seres humanos biológicos, … Continue lendo

Publicado em Braulio Tavares | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Ridicularizar erros de tradutores é um passatempo informal dos resenhadores de livros. Como me incluo em ambas as categorias, posso proclamar minha neutralidade. Ou, melhor ainda, meu completo envolvimento com os dois lados desse cabo-de-guerra.Traduzir não é uma ciência exata, … Continue lendo

Publicado em Braulio Tavares | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Quando eu tinha vinte e poucos anos e era (ou pensava que era) crítico de cinema, pensava de vez em quando que algumas das melhores críticas de filmes que eu já tinha lido eram as sátiras da revista “Mad”, aquelas … Continue lendo

Publicado em Braulio Tavares | Com a tag , , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Braulio Tavares

Rola na internet uma polêmica sobre a edição de obras de Machado de Assis, reescritas para alcançar um público mais amplo, substituindo palavras consideradas difíceis, como “sagacidade”, por palavras como “esperteza”. A intenção é tornar Machado mais conhecido pelas gerações … Continue lendo

Publicado em Braulio Tavares | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Braulio Tavares

Muita gente não tem a menor ideia de como um filme de longa-metragem é feito.  Não sabe, e não se interessa em saber.  Deve achar que é como filme de aniversário de criança: organiza-se a festa, chama-se o rapaz com … Continue lendo

Publicado em Braulio Tavares | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Braulio Tavares

Tem uma história antiga que se refere a um desses monumentos da humanidade, não lembro se era sobre Matchu Pitchu ou a Esfinge de Gizé; alguma coisa gigantesca e enigmática.  Quando os exploradores europeus chegaram lá, séculos atrás, perguntaram às … Continue lendo

Publicado em Braulio Tavares | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Braulio Tavares

Falei algum tempo atrás na nova arte literária que consiste em pegar romances clássicos e misturá-los, de maneira irreverente, com histórias de terror.  O exemplo mais conhecido é “Orgulho e Preconceito e Zumbis” (2007), onde o romance de Jane Austen … Continue lendo

Publicado em Braulio Tavares | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Braulio Tavares

Freud dizia que o dinheiro não traz felicidade porque não é um desejo de infância. Talvez seja por isto que a posse de um automóvel enche de lágrimas felizes os olhos de tantos brasileiros. Desde os primeiros cambaleios infantis esses … Continue lendo

Publicado em Braulio Tavares | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Anthony Burgess

Está saindo pela Editora Aleph (SP) uma edição comemorativa dos 50 anos de “Laranja Mecânica” de Anthony Burgess. É um clássico da ficção científica psicossocial.  O romance pressupõe três coisas: 1) a proliferação de gangs criminosas de jovens urbanos, num … Continue lendo

Publicado em Braulio Tavares, Jornal da Paraíba, Mundo Fantasmo | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Os começos de Elmore Leonard

Já houve uma tradição de começar um romance com a descrição de uma época ou de um ambiente, e só entrar na ação propriamente dita um pouco mais adiante. E depois surgiu a técnica moderna de começar no meio da … Continue lendo

Publicado em Braulio Tavares, Jornal da Paraíba, Mundo Fantasmo, Os começos de Elmore Leonard | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Palíndromos

Falo aqui de vez em quando sobre a arte do palíndromo, a frase que lida ao contrário é a mesma coisa. O exemplo-padrão, que conheço desde guri, é “Roma me tem amor”. Fazer palíndromos é uma arte barroca, cuja característica … Continue lendo

Publicado em Braulio Tavares, fraga, Mundo Fantasmo, Palíndromos | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

O romance anagrama

A literatura experimental exige uma faísca apenas de imaginação – e uma paciência infinita. Certas experiências literárias radicais do nosso tempo se parecem com auto-punições, com castigos que ninguém teria coragem de impor a outras pessoas mas que, um belo … Continue lendo

Publicado em Braulio Tavares, Mundo Fantasmo, O romance anagrama, Pararaíba | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

A neo-monarquia

Clóvis Bornay. Foto de Misquici Perguntaram a Fernando Henrique Cardoso o que ele mais estranhou quando voltou a ser um político comum após dois mandatos na Presidência. Ele respondeu: “Tocar em maçanetas. Durante os oito anos em que fui presidente, … Continue lendo

Publicado em A neo-monarquia, Braulio Tavares, Clóvis Bornay, Fernando Henrique Cardoso, Mundo Fantasmo | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Braulio Tavares

Ela chegou ali numa tarde em que o sol fazia do céu uma placa de churrasqueira, crestando a pele e encandeando os olhos. Precisou de três homens suados para trazê-la, aos arrancos, dentro de um pote de barro atochado de … Continue lendo

Publicado em Braulio Tavares, Cartunista Solda, Don Suelda del Itararé, Jornal da Paraíba, Mundo Fantasmo, Planta de terraço | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

“Sérgio Samba Sampaio”

Para os muitos jovens ele é um nome desconhecido, porque suas músicas não tocam mais nas rádios FM nem na TV. Estão na Internet? Sim, estão, mas achar algo por acaso na Internet é o mesmo que achar uma agulha … Continue lendo

Publicado em Braulio Tavares, Don Suelda del Itararé, Mundo Fantasmo, Sérgio Sampaio, solda cáustico | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Braulio Tavares

O que é o Anonymous, ou, talvez, quem são os Anonymous? Eles não têm nome: têm “nicks”, “usernames” ou “logins”; não têm rosto, têm máscaras de Guy Fawkes. Nos últimos anos, têm sido o pesadelo e a nêmesis de governos, … Continue lendo

Publicado em Anonymous, Braulio Tavares, Cartunista Solda, Mundo Fantasmo, nora drenalina, prof. thimpor, solda, solda cáustico, soruda | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

O velho matador

Foi num churrasco na casa do marido da minha sobrinha que eles se chegaram a mim. Vi logo que eram estrangeiros, pela roupa, depois pelo modo como se fechavam num canto, falando baixo, e logo depois iam em diferentes direções, … Continue lendo

Publicado em Braulio Tavares, Cartunista Solda, Jornal da Paraíba, O velho matador, solda cáustico | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Braulio Tavares

Cena de Det sjunde inseglet – O Sétimo Selo – filme sueco de 1956, escrito e dirigido por Ingmar Bergman Minha vida de cineclubista ocorreu entre os 16 e os 30 anos. Nesse período eu tive várias atividades cinéfilas, nas … Continue lendo

Publicado em Braulio Tavares, Cinema, Jornal da Paraíba, Mundo Fantasmo, nora drenalina, O Sétimo Selo, prof. thimpor, Sem categoria, Ser cineclubista, solda, solda cáustico, soruda | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter