Arquivo da categoria: Paulo Roberto Ferreira Motta

Cenários do Pós-Guerra Bozo-Biden

Em caso de vitória do Bozo: Olavo de Carvalho será nomeado interventor na Casa Branca e convocará eleições em 6 meses. Acaba a palhaçada de voto no papel e pelos Correios. O Brasil mandará as urnas eletrônicas do TSE e … Continue lendo

Publicado em Paulo Roberto Ferreira Motta | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Lan e o “Corvo do Lavradio”

Os obituários publicados na imprensa sobre a morte do genial caricaturista Lan foram indigentes, com exceção do artigo do excelente colunista Bernardo Mello Franco no Globo do dia 6/11. O italiano-uruguaio-argentino, mas acima de tudo carioca, Lanfranco Aldo Ricardo Vaselli … Continue lendo

Publicado em Paulo Roberto Ferreira Motta | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

A entrevista de Simone de Beauvoir e outras histórias de Sebastião – final

Terminado o curso, do qual Sebastião saiu com os títulos de diretor e roteirista, começou o drama. Sebastião queria trazer a francesinha e o filho para o Brasil. Ela dizia que não saía de Paris por nada neste mundo. Em … Continue lendo

Publicado em Paulo Roberto Ferreira Motta | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

A entrevista de Simone de Beauvoir e outras histórias de Sebastião – V

Em 1942, com a Europa conflagrada pela guerra e sem dinheiro para comprar obras de arte, Salvador Dalí aporta no cais de Nova Iorque com centenas de quadros para vender. Precisava de muito dinheiro para construir o seu castelo na … Continue lendo

Publicado em Paulo Roberto Ferreira Motta | Com a tag | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

A entrevista de Simone de Beauvoir e outras histórias de Sebastião – IV

Se a vida do Sebastião estava boa, a do JB estava terrível. No dia 13 de dezembro, o Costa e Silva editou o AI-5. No dia 14, o JB soltou a mais antológica das capas de um jornal brasileiro em … Continue lendo

Publicado em Paulo Roberto Ferreira Motta | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Entrevista com Simone de Beuavoir e outras histórias do Sebastião – III

O editor do caderno B do Jornal do Brasil, que era meio fanho, cujo nome vamos deixar de lado, ficou morrendo de inveja do Sebastião, achava que seria ele o escolhido para o posto em Paris. Resolveu infernizar a vida … Continue lendo

Publicado em Paulo Roberto Ferreira Motta | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

A entrevista de Simone de Beauvoir e outras histórias do Sebastião – II

Depois do almoço, saímos do restaurante, fomos até a Praça Tiradentes e baixamos a Monsenhor Celso. Na XV, dobramos à esquerda e começamos a andar pelo calçadão. Curioso, não perguntei aonde o Sebastião estava indo. Quando chegamos na Confeitaria das … Continue lendo

Publicado em Paulo Roberto Ferreira Motta | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

A entrevista de Simone de Beauvoir e outras histórias de Sebastião

Não sei como foi no tempo dos outros secretários, mas na época do René Dotti o expediente na Secretaria da Cultura começava às 8h00 e, depois do intervalo para o almoço, não tinha hora para acabar. Quem chegasse atrasado, levava … Continue lendo

Publicado em Paulo Roberto Ferreira Motta | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Arthur, mas pode me chamar de Fluminense Moreira Lima – final

Outra história do Arthur: Na primeira vez que veio a Curitiba ficou hospedado num hotel da Comendador Araújo, que existe até hoje. No restaurante, viu uma loira estonteante e ficou morrendo de tesão. Para fazer a corte, chamou o maitre, … Continue lendo

Publicado em Paulo Roberto Ferreira Motta | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Arthur, mas pode me chamar de Fluminense Moreira Lima – I

Chegou o momento em que o Constantino Viaro não aguentou mais a pressão dos maestros Bochino e Colarusso sobre as condições do piano da Orquestra Sinfônica do Paraná. Diziam que o instrumento vivia no conserto, que voltava pior do que … Continue lendo

Publicado em Paulo Roberto Ferreira Motta | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

O homem que entrevistou Dalton e outras histórias do Araken – conclusão

Araken Távora, Antônio Callado e Fernando Gabeira desembarcaram cedo em Brasília. Um motorista se aproximou de Callado e disse: “Por aqui, excelência!”. Callado e os outros entraram no Opala preto. O motorista, sendo gentil, perguntou se era pra ir pro … Continue lendo

Publicado em Paulo Roberto Ferreira Motta | Com a tag | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

O homem que entrevistou Dalton e outras histórias do Araken – II

Uma das ideias mais geniais de Araken Távora foi o Projeto Encontro Marcado, título do mais famoso livro do Fernando Sabino, inteiramente bancado pela IBM, que era a maior empresa de computadores do mundo. O Projeto era maravilhoso: o Araken … Continue lendo

Publicado em Paulo Roberto Ferreira Motta | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

O homem que entrevistou Dalton e outras histórias do Araken – I

O sonho do Wilson Bueno era publicar uma entrevista com o Dalton Trevisan no “Nicolau”. Já tinha feito de tudo e nem um pio do “Vampiro”. Uma vez, recrutou as seis pessoas com quem o Dalton trocava palavras (e não … Continue lendo

Publicado em Paulo Roberto Ferreira Motta | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Assim nasceu, viveu e morreu o Nicolau – VI

Paulo Roberto Ferreira Motta é advogado, procurador do Estado e foi chefe de gabinete do então Secretário da Cultura René Dotti. Wilson Bueno tinha lá suas implicâncias com o teatro. Nada que assistia gostava. Acho, hoje, que, como as peças … Continue lendo

Publicado em Paulo Roberto Ferreira Motta | Com a tag , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Assim nasceu, viveu e morreu o Nicolau – V

Paulo Roberto Ferreira Motta é advogado, procurador do Estado e foi chefe de gabinete do então Secretário da Cultura René Dotti. As críticas, embora retumbavam, eram inteiramente injustas. É só passar os olhos pelas edições do Nicolau e ver os … Continue lendo

Publicado em Paulo Roberto Ferreira Motta | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter