Arquivo da categoria: Tati Bernardi – Folha de São Paulo

Abaixo assinado contra a censura

Bred Pinto, Xana, Asterisco, Teta, Xibiu, Capô de Fusca, Mandioca, Vara, Benga, Bacurinha, Xota, Perereca, Tronco, Brioco, Barrigudinha, Cacete, Membro, Manjubinha, Buceta, Manjubão, Xulipa, Pica, Peitoquinha, Fiofó, Dita- Cuja, Pichoca, Vagina, Greta, Pinto, Piroca, Buça, Cona, Xavasca, Cu, Glande, Pingola, … Continue lendo

Publicado em Tati Bernardi - Folha de São Paulo | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Medo

Eu sou a barata voadora, o avião que decola e aterrissa Fui convidada para participar do Festival de Literário Internacional de Óbidos, em Portugal. O tema deste ano é medo, e achei coerente que lembrassem de mim. O meu livro … Continue lendo

Publicado em Tati Bernardi - Folha de São Paulo | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Aquela chorada

Eu tentei chorar para provar que ainda existe chorar, mas acabou o horário Preciso dar uma daquelas longas e dramáticas choradas no banho, mas estou sem agenda. Se eu perder nove minutos do meu dia chorando vai melar toda uma … Continue lendo

Publicado em Tati Bernardi - Folha de São Paulo | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

A garota grossa

Ah, ela é assim, superautêntica, tem uma personalidade forte! Pediram que eu tivesse paciência, porque ela havia acabado de perder um gato. O animal fora atropelado na sua frente, uma tragédia. “Ela é ótima pessoa, só está muito abalada.” Meses … Continue lendo

Publicado em Tati Bernardi - Folha de São Paulo | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Carta ao Pai… à mãe e ao filho

Três livros, um clássico e dois recentes, abordam as relações dentro do núcleo familiar Um livro puxa o outro. Três livros espetaculares (um clássico e duas obras recentes), guardados em minha memória como dos mais belos socos no estômago. Todos … Continue lendo

Publicado em Tati Bernardi - Folha de São Paulo | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

O asno alado

Só de ficar perto dele você passa a concatenar as ideias como alguém ridículo Tenho um amigo de infância que é um cara assim… eu ia escrever burrinho, mas vamos chamá-lo de “desprovido de neurose”. Uma definição bem rasa de … Continue lendo

Publicado em Tati Bernardi - Folha de São Paulo | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

A babá que não podia beijar

Encarava aquela bochecha gordinha e corada e seus lábios chegavam a fazer um biquinho A babá podia passar a noite sem dormir, cuidando do bebê com febre, e podia passar a tarde sem comer, cortando frutinhas e batendo legumes. Mas … Continue lendo

Publicado em Tati Bernardi - Folha de São Paulo | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Reflexões de Pedro Cardoso escancaram um Brasil de ponta-cabeça

Em novo livro, o ator se considera um amador que lança um compilado de ideias Foi no Instagram, apelidado de “rede antissocial” por Pedro Cardoso, que este livro começou. Na verdade, a filha Maria achou importante o pai divulgar suas peças … Continue lendo

Publicado em Tati Bernardi - Folha de São Paulo | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Coisas ridículas para roteiros

Tinha algumas pérolas quase indecifráveis, como ‘o quadro do peito que tomba’ Encontrei ontem, fazendo uma limpa no computador, um arquivo com o título: “Coisas ridículas para roteiros”. Tinha algumas pérolas quase indecifráveis, como “o quadro do peito que tomba”. … Continue lendo

Publicado em Tati Bernardi - Folha de São Paulo | Com a tag | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

O bufão

Talvez a gente precise tratar o presidente como as crianças trataram o Binho Escancaravam as janelas, abriam a porta e pediam socorro, subiam nas cadeiras para aumentar a velocidade do ventilador. A professora de geografia, que estava grávida, passou mal … Continue lendo

Publicado em Tati Bernardi - Folha de São Paulo | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Você não é tudo isso

‘O outro não aguentou o quanto eu sou autêntico, bem-sucedido e tenho personalidade’ Contratei um roteirista. No começo, ele trouxe várias ideias legais e parecia empenhado, mas, em menos de 15 dias, começou a dar defeito. Na entrevista, eu tinha … Continue lendo

Publicado em Tati Bernardi - Folha de São Paulo | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Quem precisa de terapia?

‘Será que Lili é suicida, sapatona e louca?’ A mãe acha que é depressão, o pai acha que é coisa da idade. A mãe acha que o pai é um bostão sem opinião e que sobra tudo para ela resolver. … Continue lendo

Publicado em Tati Bernardi - Folha de São Paulo | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

40 anos

Publicado em Tati Bernardi - Folha de São Paulo | Com a tag | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

O museu mais deprimente do mundo

O que nos resta agora é fazer poses idiotas em donuts de plástico Um inferno caro e com cheiro de peido doce (de quem acabou de comer 67 Sonhos de Valsa e está entre o frenesi e a morte). O … Continue lendo

Publicado em Tati Bernardi - Folha de São Paulo | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Quero ser embaixadora nos EUA

O que as crianças chamam de Reino Mágico eu, muito cedo, chamei de REALIDADE Considerando que ninguém mais tem dinheiro para produzir seriados, livros, peças de teatro e longas-metragens, comecei a pensar aqui em um plano B e decidi que … Continue lendo

Publicado em Tati Bernardi - Folha de São Paulo | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Quarenta de novo

Tudo é motivo para alguém me prescrever ou recomendar colonoscopias Vi neste jornal, na semana passada, um pequeno anúncio que dizia “Coroa-Metade é o aplicativo de paquera para quem tem mais de 40 anos”. Nesta hora, os defeitos de meu … Continue lendo

Publicado em Tati Bernardi - Folha de São Paulo | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

The fuckable classmate

Onde foram parar as pessoas com quem eu transaria? “Ah, como é difícil, né?”, minha amiga do grupo de estudo lamentou, tentando alongar o pescoço sempre rígido. “Sim, quase impossível entender Lacan.”, respondi. “Não, besta, me refiro a não ter … Continue lendo

Publicado em Tati Bernardi - Folha de São Paulo | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Colocando a vagina na mesa

Cansada de nunca ser a protagonista, um dia Vagina chutou a vagina da barraca Cansada deste mundo machista, no qual, desde os tempos da exploração da vagina-brasil pelos portugueses, mulheres nunca são protagonistas nem das próprias histórias, um dia Vagina … Continue lendo

Publicado em Tati Bernardi - Folha de São Paulo | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Saudade do Mensalão

A gente vivia em uma poesia. E não sabia. Saudade do Plano Cruzado e do Caçador de Marajás cassado. Saudade do topete gracinha e da Lilian Ramos sem calcinha. Saudade do Partido Democrático Social, da Social Democracia Brasileira e até do Ey, … Continue lendo

Publicado em Tati Bernardi - Folha de São Paulo | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Publicado em Tati Bernardi - Folha de São Paulo | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter