Cine Plasma

Sessão da meia-noite no Bacacheri

Em um dia de verão em 1945, um judeu ortodoxo e seu filho retornam à um vilarejo na Hungria, portando caixas misteriosas, enquanto os moradores de preparam para o casamento do filho do tabelião. Os habitantes – desconfiados, cheios de remorso e temerosos – esperam o pior e agem dessa forma. O tabelião teme que os homens possam ser herdeiros dos judeus deportados do vilarejo, representando uma ameaça às propriedades e bens que ele adquiriu ilegalmente durante a Segunda Guerra Mundial.

1945 Direção de  Ferenc Török|Hungria|2017|

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido não tem graça". Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em Cine Plasma e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta