Todo dia é dia

coração-doispara o rápido alívio das dores do amor
massageie levemente a garganta
até a vista se tornar completamente incolor
é de preparo instantâneo
contém 20 miligramas de chá de amnésia
que elimina as paredes do crânio em instantes
mandando lá pros mares nunca dantes da indonésia
as lembranças mais amadas dos amantes
terríveis agentes da dor
que se diluem em uma ou duas porções de horizonte
em todo o caso é conveniente guardar longe do calor
de preferência em ambiente ventilado
isento da presença do agressor
é importante abrir com o maior cuidado
o conteúdo é sob pressão
deixe as barbas de molho o tempo indicado
depois repita a operação
antes de cada refeição

paulo vítola

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido, não tem graça." Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em Todo dia é dia e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta