De Trump a Maduro: o que é exatamente o populismo?

trump-chip-somodevilla Brexit e eleições nos Estados Unidos trouxeram de volta um conceito confuso © Chip Somodevilla

Jordi Pérez Colomé | El País |

O populismo é um conceito muito repetido em 2016. Seu significado parece estar claro para muitos, mas não é tão evidente. O presidente Barack Obama iniciou um recente discurso sobre o populismo dizendo:

– Não sei se alguém poderia procurar no dicionário a definição de populismo.

Sem que ninguém o ajudasse, terminou com uma definição negativa:

– Alguém que cria rótulos ‘nós contra eles’ ou usa retórica sobre como vamos cuidar de nós em relação a eles não é a definição de populismo.

O presidente Obama estava errado. O consenso acadêmico define o populismo exatamente assim:

– É uma ideologia rasa que considera que a sociedade se divide em dois grupos homogêneos e antagônicos, o ‘povo simples’ e a ‘elite corrupta – diz Cas Mudde, professor da Universidade da Geórgia.

– Esse discurso pressupõe que os dois grupos têm interesses irreconciliáveis, o que leva a enfatizar a soberania nacional ou popular – diz Luis Ramiro, professor da Universidade de Leicester.

O político populista é, então, o único que representa a voz de toda a população.

O Seguinte: recomenda a leitura na íntegra da reportagem do El País clicando aqui.

Seguinte

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido não tem graça". Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em De Trump a Maduro: o que é exatamente o populismo? e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta