Faça propaganda e não reclame: Maracugina nela!

Roberto José da Silva – Blog do Zé Beto

A senadora Gleisi Hoffmann culpou a Lava Jato, o juiz Sergio Moro e a mídia pelos tiros disparados contra o acampamento de apoio ao Lula da Silva, que está preso na Polícia Federal. O atentado feito por algum descerebrado deve ser condenado de todas as formas e é um dever da polícia do Paraná prender o maluco que feriu dois, sendo um com um tiro no pescoço, e esclarecer os fatos, principalmente se o atirador fez isso a mando de alguém ou algo parecido.

A presidente do PT, que desvairou desde que assumiu o comando do partido, precisa tomar maracugina e moderar o discurso, pois está parecendo revoltada de grêmio estudantil. Do jeito que fala, parece que nessa história toda a bandidagem está apenas do outro lado da trincheira – e os santos com auréola andam de punho cerrado, empunham bandeiras vermelhas e  proferem mensagens de paz. Ela e seus companheiros sabem que não é assim. Forçar a barra com o clima do hospício Brasil em alta tensão é bater palma para maluco dançar e pedir para que a coisa fique pior do que já está.

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido, não tem graça." Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em Faça propaganda e não reclame! e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta