Faz janta?

A PIADA VELHA coube como luva. Passeio Público, domingo, o melhor dia para conferir os pobres felizes e as putas infelizes. Ambos vão bem, os pobres sempre no seu canto, as putas com o canto de sempre – uma delas me aborda: “faço tudo que tua mulher não faz”. Lembrei da piada e sapequei “você faz janta?” Xingamento pesado, saí de fino. Contei em casa, xingamento leve. A comida continua igual, ainda não tem janta. Ah, se a puta fizesse janta…

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido, não tem graça." Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em Rogério Distéfano - O Insulto Diário e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta