O Vírus do Ipiranga

© Duncan Walker

(A partir da letra de Joaquim Osório Duque
Estrada e música de Francisco Manoel da Silva)

O vírus do Ipiranga nas margens pútridas
Do povo estóico o brado: saneamento!
E a insalubridade em valas múltiplas,
Manchou ao léu a pátria nesse relento

Se o fedor dessa desigualdade
Conseguimos disfarçar com pinho forte,
Em teu meio, ó sociedade,
Epidemia é o nosso jeito desde a Corte

Ó pátria atrasada,
mal-vacinada,
Salve, salve-se!

Brasil, um surto imenso, quadro típico
De pólio e lepstopirose a terra cresce,
Em teu raivoso céu, tristonho e fatídico,
A lembrança do barbeiro recrudesce

Distante, a vigilância sanitária,
É tifo, tétano, dengue hemorrágica,
E o teu futuro espera tanta malária

Terra incurada,
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó pátria mal-administrada!
Dos filhos deste solo és mãe senil,
Pátria atrasada,
Brasil!

II
Acamado eternamente em brejo esplêndido,
Com esquistossomose e males profundos
Reinauguras, ó Brasil, vibrião da cólera,
Contaminado no rol de rios imundos!

Do que a terra com mais pragas
Teus bisonhos governantes têm mais papo;
Nossos cofres mais larápios,
Nossos pobres sem esgoto têm mais chagas

Ó pátria atrasada,
mal-vacinada,
Salve, salve-se!

Brasil, bolor interno e sujo êmbolo
O micróbio que sustentas tá criado
Te liga, a febre amarela leva ao túmulo,
jaz no monturo e volta ao passado

Mas, se segues o paludismo como norte
Verás que os filhos teus aceitam o luto
Agora é brasileira a própria Morte

Terra incurada,
Entre outras mil,
És tu, Brasil,

Ó pátria mal-administrada!
Dos filhos deste solo és mãe senil,
Pátria atrasada,
Brasil!

Coletiva|Porto Alegre|2008

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido, não tem graça." Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em fraga e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta