Horoscópula

PROF.THIMPOR

Áries (21 março/20 abril) — Todas as pessoas nascidas neste período são propensas à velhice com o passar dos anos, principalmente aquelas que comemoram aniversário todo ano, um após o outro. É de cansar qualquer um. Nesta fase a posição do Sol é bastante propícia para o cultivo de piolho em cabeças de alfinetes, mas sem exageros. Quanto à caspa, não esquente a cabeça: Napoleão (aquele que andava com a mão direita sobre o seio) tinha caspa no sovaco e nunca reclamou.  Evite negócios arriscados, andar no arame sem rede e sogra mal humorada. Arivederci.

Touro (21 abril/20 maio) — Período favorável às operações financeiras e compra de jóias roubadas. As taurinas irão engravidar mais facilmente, três ou quatro vezes mais. E o tempo de gestação será de somente seis semanas, o que pode acarretar indisposição física, ligeira depreciação social e possível perseguição de parentes. Nesta época do ano todos os nativos de Touro se inclinam para as artes, mas é bom não inclinar demais senão o pessoal aproveita. Fuja do carteado, especialmente truco e pife. Um poquerzinho pode, desde que acompanhado de canapés e um bom uísque. Não empreste o violino de maneira alguma: é uma conspiração da vizinhança para acabar com o barulho no bairro. Como já disse no meu livro: “Vizinho não entende nada de música clássica. Vizinho só serve pra emprestar o cortador de grama”. Passem bem.

Gêmeos (21 maio/20 junho) — O Sol neste signo fortifica o intelecto, a pleura e o reumatismo. Mercúrio governa mas é muito mal assessorado, o que significa uma tremenda bagunça no astral dos geminianos. Convém lembrar uma afirmação do meu livro: “As geminianas gordinhas vivem num mar de felicidades em meio à um deserto de dificuldades”. Bom tempo para cultivar dinheiro-em-pencas, brotoeja e salsão, se não chover. No horóscopo feminino a tendência do período é para o lado esquerdo de quem entra, segunda porta. A pedra preciosa das geminianas é a esmeralda rachada, seguida de lápis-lazúli e jacinto alguma coisa. O sexo masculino, os geminianos, não têm pedras preciosas. Têm pedra nos rins. Geminiano não presta! Geminiano não tem vergonha na car! Geminiano é safado! Geminiano não é flor que se cheire! Geminiano não vai para o céu!

Câncer (21 junho/21 julho) — Todo mundo sabe que câncer não tem cura: não adianta consultar os astros! Mas vamos lá que a morte é certa. Período desfavorável para a saúde, apatia e lentidão no agir. Dores contínuas, enfermeiras pra lá e pra cá. Junta Médica desanimada. Parentes que nunca apareceram vão surgir a todo instante. Os mais afoitos vão querer que o testamento seja assinado o mais rápido possível. O quarto já está reservado pra outro paciente, sabia? E esse padre, o que é que ele tá fazendo aí na tua cabeceira? Os nativos de Câncer geralmente morrem cedo, antes das 8 da manhã, o que é lastimável, quando se tem o dia inteiro pela frente. No último capítulo do meu livro eu pergunto: “Existe vida antes da morte?” Descansem em paz.

Leão (22 julho/22 agosto) — O Sol é muito forte neste signo, portanto, é aconselhável chapéu para os cavalheiros e guarda-sol ou sombrinha para as damas. Período indicado para o tratamento das infecções do trato urogenital. Segundo o critério autorizado dos especialistas é indispensável o esvaziamento da bexiga em cada micção. Mas, com as bexigas vazias, como é que fica o aniversário das crianças? Amizades novas e originais irão surgir, aromatizadas artificialmente, sabor morango e pêssego. De brinde o novo e delicioso sabor amargura. Lembrando meu livro: “Ser mãe é o pai descer ao paraíso”. No mais, um cafuné.

Virgem (23 agosto/22 setembro) — Aviso aos nativos de Virgem: a Europa estaria a um passo de nós se no meio não existisse um negócio cheio d’água chamado Oceano Atlântico. Já pensou? Paris, Roma, Londres, tudo aqui pertinho? Pois é. Vamos aos astros. Maior estímulo e atividade nos negócios relacionados com bebidas. Excelente período para encher a cara, vender os vasilhames ou montar um boteco na esquina, desses que vendem quibe estragado e cerveja morna. O Sol está no signo de Virgo, tendo como governante o planeta Merthiolate, interino de Mercúrio para os assuntos mais urgentes. É bom levar bóia. Mata a fome e não deixa morrer afogado. Parodiando eu mesmo no meu livro: Quem com ferro fere, domingo será feriado”.

Libra (23 setembro/22 outubro) — As pessoas nascidas sob este signo gostam muito de balançar o coreto. Usam meia furada no dedão, são desprezíveis e passam dias, semanas e até meses sem tomar um único banho! Diante de um quadro de Picasso têm fortes acessos de tosse, chegando mesmo ao desmaio, provocado pela falta de ar e pela falta de imaginação. Não sabem pronunciar a palavra adrede, sabendo, contudo, pronunciar otorrinolaringologista em cima de uma moto 500 cilindradas a 300 km por hora, dependendo da companhia. Grande atividade com o sexo oposto, já que com o mesmo não deu certo e foi constrangedor. Vide meu livro: “Me Tarzan, You Jane”, onde explico tudo tintim por tintim. Como já disse o sujeito que mora no porão: “Comigo é mais embaixo”.

Escorpião (23 outubro/21 novembro) — Marte governa as operações cirúrgicas, consultas médicas e dentistas, formigas e tamanduás, tirivas e papagaios, empregados e patroas. O domicílio de Marte fortifica os dentes, o cadarço do sapato esquerdo e a fita no cabelo. Todas as pessoas nascidas sob este signo são portadoras de boa saúde, desde que não fiquem doentes. Quando estão dormindo nunca estão acordadas e quando vão ao cinema só o fazem pra assistir um filme. Podem ser encontradas em todos os lugares onde estejam, não ocorrendo o mesmo onde não estejam. Comem com a boca, respiram pelo nariz e enxergam com os olhos. Quando bebem, ficam ligeiramente embriagadas e se exageram o porre é inevitável. Geralmente acham que a Terra é redonda, meio achatada nos pólos. Nada a recomendar. Como já disse o Lupa e eu fiz questão de botar no meu livro: “A vingança é a herança maior que o meu pai me deixou”.

Sagitário (22 novembro/21 dezembro) — Sagitário é domicílio do planeta Júpiter e isso reduz o diâmetro do munhão da biela em cerca de dois vírgula dezessete e meio, ocasionando vômitos e diarréia nos sagitarianos, frágeis na longitudinal da árvore das manivelas. O período é negro para a ovalização do munhão do mancal principal, reduzindo a folga do platinado. O número de dentes da marcha age com muita perseverança e será a causa do triunfo nos empreendimentos. A folga axial máxima do anel de compressão aumentará no final do período, graças à influência de Júpiter, que governa os negócios relacionados com a gargulante da marcha-lenta. É o que eu já disse no meu livro: “O diâmetro do pino do êmbolo depende do clima”.

Capricórnio (22 dezembro/20 janeiro) — Este período não é nada favorável às amizades, especialmente aquelas cultivadas em banco de praça ou carro funerário. O Sol neste signo esquenta o sangue das carpas, excelente para curar asma, bronquite, pneumonia e, pasmem! impotência sexual. Evite guardas-de-trânsito, leões-de-chácara, empada estragada e jogo da seleção. No meu último livro há um pensamento que define os nativos de Capricórnio: “Pior do que dor do parto só chute abaixo do umbigo”.

Aquário (21 janeiro/19 fevereiro) — O planeta que rege Aquário é Urano, portanto, besteira maior é impossível. As pessoas nascidas sob este signo passam a maior parte do tempo dormindo ou cochilando. Os apelidos mais constantes para os aquarianos são: “Soneca”, “Roncador” e “Só mais 5 minutos”. Perigo de falta de água no bairro durante uma semana. Economize o precioso líquido. Por exemplo, tome banho na água em que foi lavada a roupa. Com essa água (do banho), lave o cachorro, com a do cachorro, a calçada, com a da calçada, o carro e com a do carro lave as crianças. E assim por diante. Exatamente como ensino no meu livro.

Peixes (20 fevereiro/20 março) — Disposição inclinada à fantasia de Pierrô Degolado. Isso ocorre com frequência nos nativos de Peixes. Sendo sexo feminino, a disposição é para Colombina Escrachada. Lindo, não? Nesta fase as doenças se manifestam com muito mais facilidade. Prováveis enfermidades: piqueniquelose primária, camembertite acentuada e roqueforterium crônico. É bom não comer muito queijo, se possível só os furinhos que eles mandam junto. Em meu livro há um capítulo especial sobre queijos: “Eu não me queijo”. Sem mais, um vinho rosé. (Solda, 1978)

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido, não tem graça." Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em Horoscópula e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta