Ícones da doutrina cristã nas obras de Lúcia Calluf

Foto Divulgação

Uma viagem pelos caminhos da fé é o que proporciona ao espectador a exposição “A Magia do Infinito”, em cartaz no Museu de Arte Sacra da Arquidiocese de Curitiba – Masac, a partir das 9h desta quinta-feira (29). As obras reunidas no Masac revelam o universo da artista paranaense Lúcia Calluf, que apresenta vários ícones da doutrina cristã envoltos pela força dos sentimentos. A mostra permanece aberta à visitação do público até o dia 1º de janeiro de 2011, com entrada franca.

Os trabalhos, realizados em tempos diferentes e com técnicas diversas, atestam  o talento de Lúcia Calluf, uma artista inquieta e ousada, que coloca interpretação própria àquilo que produz. Fiel aos mestres Luiz Carlos de Andrade Lima e Alberto Massuda, dos quais recebeu influência dos traços rápidos e sinuosos, ela acrescenta o seu toque firme, ágil e vigoroso. O resultado leva o observador a apoderar-se das formas, das cores e dos sentimentos que permeiam as obras.

Entre os trabalhos expostos está o lirismo da madona com seu bebê ao colo, ao lado de Maria com seu filho deposto nos braços, a Pietá, indicando uma reflexão sobre a existência humana e a ligação entre terra e céu. Também surgem arcanjos, que nos confortam com sua missão de proteção, acalanto e cura. “Esta exposição é uma oração: tem início, meio e fim e nos confronta com alguns de nossos receios, nos faz refletir, conforta e ilumina”, destaca a artista plástica Waltraud Sekula, curadora da exposição.

Serviço: Exposição “A Magia do Infinito”, com obras da artista paranaense Lúcia Calluf, sob a curadoria de Waltraud Sekula. Local: Museu de Arte Sacra da Arquidiocese de Curitiba – Masac (Largo da Ordem, s/n – Setor Histórico). Data: De 29 de setembro de 2011 (abertura às 9h) a 1º de janeiro de 2012. Horário de visitas: de terça a sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h às 18h; sábados e domingos, das 9h às 14h. Entrada franca.

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido não tem graça". Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em Sem categoria e marcada com a tag , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Uma resposta a Ícones da doutrina cristã nas obras de Lúcia Calluf

  1. Cheyanna disse:

    Way to use the internet to help peolpe solve problems!

Deixe uma resposta