Sessão da meia-noite no Bacacheri

Interrogatório|Przesluchanie|1989|Polônia. Direção de Ryszard Bugajski, 118 minutos.

Tonia, uma cantora de cabaret inexplicavelmente presa por autoridades polonesas, se vê em um dilema entre manter-se viva ou contar a verdade. Enquanto a postura de Tonia assegura sua posição como uma vítima do regime vigente, a brutalidade masculina adotada por seus interrogadores traça um paralelo com a governo opressor de Stalin. Imperdível.

Os polacos não brincam em serviço. 

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido não tem graça". Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em Sessão da meia-noite no Bacacheri e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta