Jornal do Cínico

Do Filósofo do Centro Cínico

Ao ser chamado de cachaceiro pelo repórter Larry Rohter, correspondente no Brasil daquele jornaleco, o New York Times, o então presidente Lula tentou expulsá-lo do país. Levou tanto piparoco na nuca que tomou mais duas e recuou. Jair Bolsonaro tem que seguir o exemplo, afinal, este tal de Glenn Greenwald e o seu Intercept estão denegrindo nossa imagem e tentando acabar com a reputação de gente do bem bom e venha a nós o vosso reino. Que ele vá fazer isso lá longe, para dar mais repercussão.

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido não tem graça". Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em Roberto José da Silva - Zé Beto e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta