Dia das Mães

Carmen Silvia, Nadyr do Prado (1929/2016) e Vera Solda.  © Luana Todt

mãe
como a senhora pode notar
tudo está limpo e arrumado
só há alguma louça para lavar
e seu quarto zoneado
mas como tudo volta ao lugar
após mudar de estado
a sra. tem o direito de limpar
porque não foi sujo e sim sujado
agora, se estiver demais bagunçado
perdoe, que perdoar limpa
e é certo que o fedor não sinta
se chamas ainda Nadyr Prado

marcos prado (década de 80)

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido não tem graça". Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em Dia das Mães e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta