Meninos, eu vi

Présumé-Coupable_2011

Présumé Coupable (2011) – França, Vincet Garenq. Uma história verídica contundente. Em 2001, Alain Marécaux e sua esposa Edith foram presos em acusações de pedofilia. Atos horríveis que nunca cometeram. Estas acusações a eles e a vários outros provocou um dos escândalos mais perturbadores na moderna história judicial da França e veio a ser conhecido como o caso de Outreau. Um drama conturbador que investiga o sistema judicial corrupto em que Alain passou anos lutando para sair da prisão, limpar seu nome e manter a sua família. Prêmio do Cinema Europeu do Festival de Veneza de 2011. Bah!

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido não tem graça". Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em Cartunista Solda, Cinema francês, Meninos eu vi, Prêmio do Cinema Europeu do Festival de Veneza de 2011, Présumé Coupable, solda cáustico e marcada com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta