MON oferece oficina com Leila Pugnaloni neste domingo

© Marcello Kawase

Leila Pugnaloni nasceu no Rio de Janeiro e vive em Curitiba. Estudou na Escola de Música Belas Artes do Paraná (EMBAP), Escola de Artes Visuais do Parque Lage, no Rio de Janeiro, e na Art Students League of New York.

Desde 1980, realizou mais de 20 exposições individuais e participou de mais de 40 coletivas. Em 1994 e 1995 participou do Salão Nacional de Artes Plásticas (RJ). Também em 1995, foi premiada pelo Salão Paranaense.

A artista possui obras nos acervos do Museu de Arte Contemporânea do Paraná (MAC-PR), Museu Oscar Niemeyer (MON), Fundação Cultural de Curitiba (PR);  Museu de Arte do Rio – M.A.R e Biblioteca Nacional (RJ); e em coleções particulares no Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Nova York.

“Ásia: a Terra, os Homens, os Deuses”

Além da programação especial, o público poderá conferir a exposição “Ásia: a Terra, os Homens, os Deuses”, que estará em cartaz a partir da sexta-feira, dia 2 de março. Com curadoria de Fausto Godoy e Teixeira Coelho, a exposição reúne peças raras e de forte conteúdo simbólico, provenientes de mais de 10 países, como China, Japão, Índia, Paquistão, Butão, Irã, Afeganistão e Myanmar.

Domingo no Museu Oscar Niemeyer. 4 de março de 2018. R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada) Maiores de 60 e menores de 12 anos têm entrada gratuita. Venda de ingressos: até as 17h30. Permanência no museu: até as 18h

Domingo, 4 de março. Oficina “Desenho do corpo”, com a equipe do Educativo. Técnica: Desenho a carvão e giz pastel oleoso. Trabalho coletivo. Horário: 11h às 14h. Local: Sala de Oficina – subsolo. Oficina “Desenho em movimento”, com a Artista do Acervo Leila Pugnaloni. Técnica: Nanquim sobre papel. Horários: 14h30 e 16h. Local: Sala de Oficina – subsolo. Vagas: 60 participantes

Museu Oscar Niemeyer. Rua Marechal Hermes, 999. Visitação: Terça a domingo, das 10h às 18h

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido não tem graça". Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em museu oscar niemeyer e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta