MPF pede quebra de sigilos de assessores de Flávio

A Veja noticia que o MPF do Rio de Janeiro pediu à Justiça as quebras de sigilos telefônicos e e-mails de assessores de Flávio Bolsonaro.

O chefe de gabinete do hoje senador, Miguel Ângelo Braga Grillo, o advogado Victor Granado Alves e a ex-tesoureira de campanha Valdenice de Oliveira Meliga estariam entre os alvos.

Trata-se da investigação que apura suposto vazamento da Operação Furna da Onça, às vésperas das eleições de 2018, que atingiu Fabrício Queiroz, amigo da família Bolsonaro e faz-tudo de Flávio.

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido não tem graça". Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em o antagonista e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta