No Bife Sujo

Alberto Melo Viana, o Baiano, Ivo Rodrigues, Gigante e Toninho Stinghen. Foto de Misquici, enviada por Neri da Rosa

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido não tem graça". Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em alberto melo viana, Don Suelda del Itararé, Gigante, Ivo Rodrigues, Misquici, neri da rosa, No Bife Sujo, No bige Sujo, prof. thimpor, solda cáustico, soruda, Toninho Stinghen e marcada com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

2 respostas a No Bife Sujo

  1. Ione Prado de Oliveira Carvalho disse:

    Saudades do Toninho e do Luizinho…

  2. Liana Stinghen disse:

    nossa que saudades ….sou filha do toninho
    um puta cara, gente!
    faz muita falta neste mundo
    esse artista
    esse pai
    bjs
    da li

Deixe uma resposta