O sexo na década de 70

Janeiro/1970 – Na Itália, uma prostituta explode após comer 163 pizzas. Três pessoas morrem e diversas ficam feridas. Nenhuma organização se responsabiliza pelo atentado.

Outubro/1970 – Turibius Hortência, de Córdoba, proprietário de uma modesta fábrica de cadarços para chuteiras, revoluciona o mercado de preservativos ao lançar a moda da camisa-de-vênus de crochê numa bacanal promovida pela Sociedade Protetora do Esperma Argentino. Aumenta no mundo a mania da preservativoteca.

Dezembro/1970 – Mirtes Radiculis, 32 anos, se torna famosa em todo o mundo ao revelar aos jornais ingleses que só consegue obter orgasmo se o parceiro lhe emprestar as meias sujas da sogra e lhe esfregar mostarda pelo corpo inteiro. O Parlamento permanece em silêncio.

Janeiro/1971 – Lady Richmouth, ao surpreender o marido se masturbando com uma travessa de polenta, ingere cinco litros de uma potente loção de barba.

Março/1971 – Termina o Terceiro Congresso Mundial de Sexo Oral. 100 prisões e quase 300 desmaios. O Presidente do Congresso denuncia a intervenção da CIA e a informação corre à boca pequena.

Agosto/1971 – A Organização dos Países Exportadores de Orgasmo anuncia o boicote à Grécia e ao Chipre, caso os grecocipriotas continuem a importar espirros suecos a preços fora da tabela. A Inglaterra relaxa e goza.

Novembro/1971 – Morre Lolita Cricket, deixando seus 50 maridos inconsoláveis. Crescem pelos nas mãos de todos eles, à exceção do maneta do grupo.

Fevereiro/1972 – Um joalheiro holandês casa-se com uma vaca e os dois partem em lua-de-mel para a Índia. À festa de despedida do casal, num conhecido curral de Amsterdã, comparece todo o jet-set internacional. A vaca é moda na Europa.

Agosto/1973 – Inventado o supositório de hortelã por um farmacêutico americano. A produção do supositório é suspensa em virtude da ausência de candidatos a provadores.

Dezembro/1973 – 8 terroristas curram uma chaleira no Paquistão. O terror se espalha pelas cozinhas do mundo.

Janeiro/1974 – Interrompida no México a discussão sobre o Sexo dos Anjos. a polícia cerca o local e obriga os participantes do encontro a se vestirem imediatamente.

Março/1974 – Começa no Chile o Movimento Nacionalista Pró-Clitóris. A direita entende o movimento como provocação e divulga um manifesto a favor do Baixo-Ventre. Os pelos pubianos continuam proibidos.

Maio/1974 – James Ho! Ho! Fucking, comandante da nave americana ASS II, é o primeiro homem a ejacular na Lua.

Julho/1974 – Proibido no Brasil o filme “Cadela Sangrenta”, por mostrar cachorradas imorais. Os cães ladram, mas o filme não passa.

Outubro/1974 – A Grã-Bretanha entra no Mercado Comum Europeu de calcinha e sutiã. Tumulto entre os presentes. A Liga das Senhoras Católicas protesta veementemente.

Dezembro/1974 – As prostitutas de Paris entram em greve. Os homens de Paris são vistos se esfregando freneticamente nos postes e abordando velhinhas nas esquinas com propostas obscenas. Paris é uma festa.

Fevereiro/1975 – Paris continua uma festa.

Março/1975 – Chegam aos supermercados brasileiros os primeiros estoques de malícia em pó. A polícia é obrigada a intervir para evitar tumulto em calda.

Abril/1975 – Alguém, em algum lugar do planeta, ejacula precocemente.

Junho/1975 – A polícia apreende o livro-caixa da mercearia “Vulva Encantadora”, em Copacabana, por atentar contra a moral e os bons costumes da esposa do proprietário do estabelecimento, que se recusa a sair do balcão frigorífico enquanto não forem arrancadas as páginas indecorosas.

Julho/1975 – Um português é encontrado morto dentro de um balcão frigorífico de uma mercearia em Copacabana.

Abril/1976 – A música “Virgem Ranhenta”, defendida pelo DuoDenal, vence o Festival Macrobiótico da Canção Erótica, realizado em Cuernavaca se fué a lo brejo.

Setembro/1976 – Na Dinamarca, cerca de 20.000 pessoas confessam praticar sexo da maneira convencional, ou seja, um por baixo e o resto por cima.

Dezembro/1976 – Alejandro Paloseco é aclamado o novo atleta sexual da Venezuela ao dar, numa só noite, 32 fungadas no cangote da cabra do vizinho.

Janeiro/1977 – Wladimir Suitarowskaya, travesti russo, é eleito Miss Universo 1977. As concorrentes requerem a anulaçào do concursop, alegando que Wladimir usara duas jacas para dar maior volume aos seios.

Agosto/1977 – Incêndio num grande bordel de Roma. 40 pessoas saem sem pagar a conta e mais de 100 atingem o orgasmo sob temperatura altíssima.

Setembro/1977 – Demóstenes Hélius volta de Istabul para o lançamento do livro “Sodoma & Gomorra, Empada de Camarão e Pílula Anticoncepcional”.

Fevereiro/1978 – Termina a cópula entre Jandrina Nikita e Botellho Atta, iniciada em 1976, sob forte temporal, numa casa de tolerância de Curitiba.

Abril/1978 – Estréia em São Paulo o filme “A Fimose do Meu Primo”, da cineasta Burda Corcovado. A crítica aplaude e define a obra como “socialismo de cabresto curto”.

Outubro/1978 – Expectativas quanto ao mês seguinte. Uns afirma ser novembro, outros garantem tratar-se de dezembro, já que o ano não se mostrou pródigo em novembros. A dúvida persiste, casais se acariciam.

Janeiro/1979 – Um dissidente russo é apanhado em flagrante ao tentar molhar o biscoito na volumosa xícara de chá de uma húngara. Confusão na Casa Branca. Dois espiões da KGB são vistos trocando olhares furtivos numa plantação de amendoim. A Sociedade Brasileira para o Desenvolvimento dos Grandes Lábios inicia a escalada do Monte de Vênus. Prepúcios são fuzilados após rápido julgamento.

Maio/1979 – As multinacionais do país lanças as base do acordo de não proliferação de doenças venéreas. Milhares de streptococos são detidos para averiguação.

Agosto/1979 – O jornal “A Voz Orgástica” divulga um extenso relatório denunciando a infiltração de lésbicas nos times de futebol brasileiros. Três goleiros se suicidam. As torcidas se trucidam.

Outubro/1979 – Carol Trintina declara num programa de televisão em Los Angeles que seu hímem é complacente e que não tem nada a ver com a crise do petróleo. O apresentador do programa, muito bem dotado, violenta a entrevistada e o coito é visto de costa a costa, sob o patrocínio da Missão Onanista Americana.

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido não tem graça". Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em o sexo na década de 70 e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta