O Vampiro de Dusseldorf

A comissão de transparência do Senado convoca o ministro do Turismo para explicar as candidaturas laranjas do PSL de Minas, pelas quais foi denunciado pelo MP. Como ele continua ministro, a convocação será para efeito meramente turístico.

Encontro casual, me apresento à mulher, o marido intervém, “vocês se conhecem, já estivemos juntos”. Ela corrige, “não, isso foi na outra administração”. Uma grande dama, ainda por cima com senso de humor. Ele a havia deixado por outra mulher, que o mandou de volta. Conhecendo uma e outra, entendi uma grande administração.

Programa de governo de Lula, três letras nas palavras cruzadas. Tive que ver a resposta. Rei preso rei esquecido. “Não tenho nada a ver com isso tudo aí, eu votei no ‘Almoedo’”, diz a viúva do Mito vivo.

Com essa teimosia do semiaberto, Lula parece a polaca da Barreirinha, sua vizinha: “daqui non aredo, daqui ninguém me aranca”.

Organização internacional inclui Itaipu entre os 10 projetos governamentais mais importantes do mundo. Uma das poucas organizações governamentais que o PT não comprometeu em 16 anos de administração. Ou foi exceção às travessuras de Petrobras, BBrasil, BNDES, fundos de pensão ou é mais um milagre brasileiro.

Rodrigo Janot vendeu 47 exemplares de seu livro na noite de autógrafos. Bruna Surfistinha vendeu 250 mil exemplares só no Brasil . Funcionaria se Janot misturasse sexo e Gilmar Mendes?

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido não tem graça". Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em O Vampiro de Dusseldorf - Blog do Zé Beto e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta