Os Robertos (Prado e José da Silva)

meia lua
bola murcha
depois do tiro de meta
é assim que significo

tire os olhos da reta
essa luz não é
para o seu bico

nas quebradas do luaréu
sólida solidão
um pequeno sol
na boca do dragão

na boca do dragão
dança pra chuva
canto pra poça
uivo pra lua

não tem são jorge que me salve
da dama da minha rua

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido, não tem graça." Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em Os Robertos (Prado e José da Silva) e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta