Tchans!

    © Antoine D’Agata

Publicado em tchans! | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Pensando bem…

REPORTAGEM da Folha de S. Paulo, domingo, fotos de políticos, incluído nosso Beto Richa, de terno e sem gravata. Conclusão do jornalista: (1) imitam João Dória, o prefeito de S. Paulo e (2) tiram a gravata para ficar mais perto do povo.

Conta outra. Dória não fica com cara de povo sem gravata, nem com o uniforme de gari; ele sempre terá cara de mauricinho. Os políticos têm é medo que o povo os enforque com as gravatas. Querem ter cara de povo, comecem a comer mal, enfrentar fila do SUS, por exemplo. E a odiar políticos…

CIRO GOMES assume o lado coronel nordestino. Diz que se a Lava Jato chegar perto dele será recebida a bala. Entendamos o homem: ele quer ser citado na Lava Jato, daí aparece. Tanto tempo longe do poder não podia mesmo cair na maracutaia da Petrobras.

NOSSO PREFEITO, Rafael Greca, parece Donald Trump, fica o tempo todo a criticar o prefeito anterior, chorando a herança maldita que recebeu. Bronca, diziam os antigos, é arma de otário.

Ele queria o quê, receber a prefeitura regurgitando de dinheiro, programas funcionando como relógio? Ora, se fosse assim, ele não teria sido eleito, Gustavo Fruet estaria no cargo, aquela cara de franciscano com azia.

Greca venceu a eleição dizendo que iria consertar o que estava errado. Então conserte, pô, e pare com esse chororô de marido que foi largado pela mulher.

Rogério Distéfano

Publicado em Pensando bem... | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

O poste de cinco cabeças do Greca

© Roberto José da Silva

Publicado em Sem categoria | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Rui Werneck de Capistrano

Publicado em rui werneck de capistrano | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Desbunde!

a-bunda-mais-bonita-da-cidade7bunda bonita 2© Tarold Brusten

Publicado em Desbunde! | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Relator apressa voto que Temer preferia atrasar

Blog do Josias de Souza

Relator do processo que pode resultar na cassação do mandato de Michel Temer e na inelegilidade de Dilma Rousseff, o ministro Herman Benjamin, do Tribunal Superior Eleitoral, se equipa para divulgar o seu voto nos próximos dias. Deve-se a corrida contra o relógio à tentativa do relator de se contrapor às manobras do Palácio do Planalto para retardar o julgamento. O governo dá de barato que a posição de Benjamin será a favor da interrupção do mandato do presidente.

Os operadores políticos do governo se movem com a sutileza de uma manada de elefantes. Levam o pé ao freio para permitir que Temer interfira no colegiado que irá julgá-lo. Dois ministros estão na bica de deixar o tribunal. Henrique Neves sairá em 16 de abril. Luciana Lóssio, em 5 de maio. Conforme já noticiado aqui, Temer indicará como substitutos, respectivamente, os advogados Admar Gonzaga e Tarcísio Vieira de Carvalho Neto.

O relator Benjamin prefere abrir o julgamento com a composição atual do TSE, oferecendo aos ministros que vão embora a oportunidade de acompanhá-lo em seu voto. Por mal dos pecados, a data da saída de Henrique Neves cairá no Domingo de Páscoa. Que será precedido do feriado da Sexta-feira Santa (14/04). Não é negligenciável a hipótese de o TSE enforcar a semana. Daí a pressa de Benjamin.

Depois de pronto, o voto do relator vai à mesa do presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes, a quem cabe marcar a data para o início do julgamento. Gilmar é, hoje, um dos principais conselheiros de Temer.

Publicado em Relator apressa voto que Temer preferia atrasar | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Governo interdita mais dois frigoríficos do Paraná por Operação Carne Fraca

O Ministério da Agricultura informou nesta segunda-feira (27) que mais dois frigoríficos paranaenses foram interditados como consequência das investigações da Operação Carne Fraca, da Polícia Federal.

As novas interdições, em unidade da empresa Souza Ramos, em Colombo (PR), e da Transmeat, em Balsa Nova (PR), ocorrem depois que a Secretaria Nacional do Consumidor, órgão vinculado ao Ministério da Justiça, determinou na semana passada recolhimento de carnes de três frigoríficos paranaenses, entre eles os dois acima, citados na operação da PF.

Além dos dois frigoríficos interditados, o Ministério da Agricultura já tinha paralisado atividades de duas unidades da Peccin, uma em Curitiba (PR) e outra em Jaraguá do Sul (SC); e uma da BRF, em Mineiros (GO).

O ministério não deu mais detalhes sobre as novas interdições, mas afirmou que análises sobre o restante dos 21 frigoríficos citados na operação Carne Fraca prosseguem. No final da tarde, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, deve falar com a imprensa.

No sábado, China, Egito e Chile anunciaram a reabertura de seus mercados para a importação de carne brasileira, movimentos que foram comemorados pelo governo brasileiro, que se mobilizou nos últimos dias para tentar diminuir o dano às exportações após o escândalo de propina envolvendo a fiscalização dos produtos no Brasil.

Folha de São Paulo

Publicado em Governo interdita mais dois frigoríficos do Paraná por Operação Carne Fraca | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Todo dia é dia

Publicado em todo dia é dia | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Tchans!

Bathedinlight_188. © IShotMyself

Publicado em tchans! | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Fraga

Publicado em fraga | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Crist

Cristóbal Reinoso, Crist, no Solar do Barão, 2005 (Exposição de Quino & Solda) segura um pássaro de Rogério Dias. © Vera Solda

Publicado em Crist | Com a tag , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Playboy – Anos 70

1972|P.J. Lansing. Playboy Centerfold

Publicado em Playboy - Anos 70 | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Gilmar age como concessionário do apocalipse e Janot, como um Cerbero

Elio Gaspari – Folha de São Paulo

O ministro Gilmar Mendes e o procurador Rodrigo Janot meteram-se num desqualificado bate-boca. Gilmar age como concessionário do apocalipse e Janot, como um Cerbero na defesa dos vazamentos de sua corporação. O Conselho Nacional de Justiça deveria condenar os dois a assistir ao vídeo da sabatina do juiz Neil Gorsuch, indicado para a Corte Suprema dos Estados Unidos.

Ele dominou a cena e as questões do direito que interessavam aos senadores. Deu uma aula de elegância e fica o registro: Gorsuch é mais conservador que Gilmar e mais severo que Janot. O vídeo está na rede.

PATOS E PATINHOS

O governo de Temer prometeu um crescimento de 1,6% do PIB. Aumento de impostos, nem pensar. O PIB ficará em 0,48%, se ficar, e o doutor Henrique Meirelles avisa que haverá aumento de impostos.

Quando o povo ia para a rua pedir a deposição de Dilma Rousseff, o doutor Paulo Skaf, presidente da Fiesp, enfeitou a avenida Paulista com um enorme pato amarelo.

Meirelles não pode deixar de convidar Skaf para a cena do aumento dos impostos. Ele representaria os patos.

EREMILDO, O IDIOTA

Eremildo é um idiota e entendeu que a charanga de Gilmar Mendes propõe o seguinte:

O financiamento público das campanhas exigirá o voto de lista, pelo qual os partidos, e não os eleitores, elencam os deputados. Assim a choldra pagará algo como R$ 5 bilhões para perder o direito de escolha nominal. Essa seria uma tunga política.

Henrique Meirelles informa que as contas do governo não fecham e anuncia um aumento de impostos. É a tunga financeira.

Publicado em Gilmar age como concessionário do apocalipse e Janot - como um Cerbero | Com a tag , , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Tempo

Livro do filme de Sylvio Back. Prêmio “Glauber Rocha” (melhor filme) na XIII Jornada Brasileira de Curta Metragem (Cachoeira, BA), 1984. Menção Especial no Júri no I Festival Internacional de Cinema, Televisão e Vídeo do Rio de Janeiro, 1984. Prêmio “Melhor Fotografia”, no I Festival de Cinema de Caxambu, MG, 1984. Capa, diagramação e projeto gráfico do cartunista que vos digita.

Publicado em tempo | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Dodó

Eu não acredito em céticos, mas, que eles existem, existem. Dodó Macedo.

Publicado em Dodó | Com a tag , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Jean Genet

Publicado em Jean Genet | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Tempo

Marco Jacobsen, Pryscila Vieira e o cartunista que vos digita, o Trio Parada Dura, no primeiro encontro anual da Cartunalha Paranaense, no Original Beto Batata. © Vera Solda

Publicado em tempo | Com a tag , , , , , | 2 comentários
Compartilhe Facebook Twitter

Mural da História

O EX-TADO DO PARANÁ 2

saláriomínimodois

22 de fevereiro, 2011

Publicado em mural da história | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Jaguapitã

Minúscula ilha do mar Egeu, redonda como o Coliseu romano e mais ou menos de mesma extensão e circunferência, Lídia poderia ser a mais despercebida ilha de toda história, não procriassem nela os pégasos, estes cavalos de inenarráveis asas.

Vindos de todo Arquipélago, Lídia é o cenário de amor onde se acasalam, nos fulgurantes maios gregos, pégasos com pelagem das mais diversas cores, e asas da mais diversa envergadura. Mal raie o sol a indicar que é maio no azul do tempestuoso Oceano, os primeiros pégasos pousam nas estreitas praias. Afundam então na areia os cascos, manchados à luz do amanhecer pelas tintas de um ouro-velho de ferruginosa beleza. As asas, essas nem falem, agitam-se alvas mas tão alvas que chegam a refletir como num espelho o azul do Egeu profundo.

Bardos e nautas, górgonas e sereias em vão tentaram chegar a Lídia e foram invariavelmente afugentados, seja pelo violento mar que ali se escrespa e naufraga mesmo as galés mais portentosas, seja pelo pronto vôo com que os pégasos se arremessam, cascos e dentes, asas e crinas tensas, a escorraçar, à proximidade das praias, os eventuais invasores.

Nenhum estranho, nem mesmo os pássaros do velho Arquipélago ousaram se aproximar de Lídia. Ou ali deitar seus ovos. Permanentemente vigiada, desde o princípio do mundo, por gerações e gerações de pégasos, Lídia é e sempre foi a ilha dos cavalos alados. De mais ninguém. E é nela, pois, que crescem, amamentados por soberbas éguas-de-asas, nela, em Lídia, os potros selvagens que trotam, e nela ensaiam, empurrados com o focinho pelos pégasos mais velhos, os primeiros e oscilantes vôos. Obsedante exercício de quedas e imprevistas ascenções.

Então é que acontece: às centenas os pégasos novos descrevem um círculo sobre Lídia, branca e verde em meio ao incalculável azul, e relincham, e voam, enfim voam!, a variegada pelagem, num estrepitar de asas que chega a silenciar o rumor do mar furioso.

Mas são tantos, por vezes, os pégasos no céu de Lídia, os que chegam e os que vão, os que amam e os que se assustam em escuro assombro, que o sol chega a faltar quando demora a tarde extravagante de Lídia e de suas praias brancas.

Wilson Bueno

Publicado em Jaguapitã | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Tempo

ValériaprochmannPeggyDistefano

Valéria Prochmann. © Peggy Distefano

Publicado em tempo | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter