Fraga

livro-fragaTodas as bobagens aqui reunidas foram antes publicadas – por distração editorial ou não – nos seguintes jornais e revistas: Exemplar, Pasquim, Carrinho, Folha da Manhã, Sobrevivência, Diário de Notícias, Coojornal, Zero Hora, Risco, Diário do Paraná, Ovelha Negra, Programa, Atenção, Ficção e A Raposa, de meados de 1972 a meados de 1980. Capa, planejamento gráfico, diagramação, montagem, além da amizade: Oswaldo Miranda (Miran). Edição especial, não comercial. Tiragem: 2.500 exemplares, 1980. Quem procurar, acha.

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido não tem graça". Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em fraga e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta