Renovação de votos

O PRESIDENTE e o MINISTRO DA JUSTIÇA tomaram juntos o café-da-manhã nesta segunda. Discutiram a relação, abalada com as interferências de Jair Bolsonaro na PF e na Receita Federal. Sergio Moro ainda acredita que sua popularidade é cacife diante de Bolsonaro. Presunção e água benta cada qual toma o quanto aguenta.

AJUSTAR ponteiros com Jair Bolsonaro é tão inútil quanto o compromisso do escorpião de não picar o sapo na travessia do rio. Moro faz o sapo com o escorpião Bolsonaro. Nem com viagem de férias, só os dois, como a que o ministro fez com a mulher no começo do governo, renova os votos de afeição e fidelidade de Jair para com Sergio.

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido não tem graça". Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em Rogério Distéfano - O Insulto Diário e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta