Revelando o Contestado

Imagens do mais sangrento conflito social do Brasil. Tora subindo para serraria, 1918. Todo o processo era mecanizado. Começava com a coleta das  toras dentro da mata até o transporte para dentro da serraria. Com a mecanização, todo o complexo da Lumber utilizava apenas 800 pessoas. Foto de Claro Janssom

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido não tem graça". Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em Revelando o Contestado e marcada com a tag , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta