Lewandowskada – A candidatura de Dilma ao Senado pode voltar ao Supremo para exame de legalidade. Caso do fatiamento do impeachment, que o mandato e manteve os direitos políticos, uma lewandowskada, a patuscada armada pelo ministro Ricardo Lewandowski e pelo senador Renan Calheiros…

                                                  “Meu noivo é Magno Malta”

Noivo e Negão – De Jair Bolsonaro sobre o vice ideal na chapa presidencial. O senador capixaba é negão, como o sogro de Bolsonaro. Um pequeno passo para a humanidade, um grande salto para Bolsonaro, que lança um agrado a gays e baianos. Acima, a foto do futuro casal.

“Existe sempre uma minitensão”.

Tira o ene – A atrizinha da Globo sobre as cenas de sexo nas novelas. Tira o ene da tensão, garota.

Lombrigas cibernéticas –  Tanta reza, benzimento, mandinga, corrente, maldição, praga de madrinha, sapo costurado em travesseiro, serviço forte, não tem uma sequer que mate de doença incurável, fulminante e dolorosa a canalha que nos atormenta com lombrigas cibernéticas como as ligações de propaganda e os spams.

Quem dera contra eles, só contra eles, uma Peste Negra, como a que matou na Idade Média quase metade da Europa.

Chuto, ergo sum –Segundo os doutores do futebol a seleção caiu por falta de meio de campo. Erro. A seleção caiu porque o meio de campo caía a qualquer falta.

Craque poliana – Que o patriotismo perdure até outubro para que, em vez de levantar uma taça, possamos eleger o time que vai erguer o Brasil.

Da Poliana que se espalhou na rede. Nem o time da Bélgica ergue o Brasil.

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido, não tem graça." Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em Rogério Distéfano - O Insulto Diário e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta