Chapa sítio – Ciro Gomes e Jair Bolsonaro fazem mofa da coligação PT/PCdoB para a presidência da república: “chapa triplex”. Tem Lula na cobertura, Fernando Haddad na suíte e Manuel D’Ávila na cozinha. Não perdem por esperar. Desconfiado como está, Lula ainda monta a “chapa sítio”.

A vaga na arca – No sermão o pastor defendia o criacionismo, homem e natureza feitos por Deus, como está na Bíblia, que sua religião segue no rigor das palavras. Na passagem sobre o Dilúvio, ele era o próprio dilúvio, seus 140 quilos empapados de suor. Ao ouvi-lo descrever Noé recolhendo os animais na arca, o fiel lá do fundo cochichou para o vizinho: se embarcasse na arca, o pastor tiraria a vaga do casal de elefantes.

De direito? – Nem pergunte por que, porque é fato: os juízes podem quebrar o orçamento. Ninguém mais pode, nem os políticos, vigiados por todos os lados, inclusive pelos juízes! E chamam isto, os juízes inclusive, de estado democrático de direito. Estado, sim, democrático para os juízes, mas de direito, de jeito nenhum.

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido, não tem graça." Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em Rogério Distéfano - O Insulto Diário e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta