Pedindo penico – A leve oscilação de Ratinho Júnior nas intenções de voto será compensada na próxima pesquisa. Efeito inevitável da foto divulgada por Ratinho Pai, ele e a mulher recém-casados com os presentes de casamento.

Entre os muitos presentes os dois penicos que o quase futuro primeiro pai faz questão de registrar. Foi uma forma inconsciente de socorrer o filho. Ou, como ainda se diz na gíria, “pedir penico”. Se pai e mãe ganharam dois, o filho candidato ganhará centenas de penicos, com votos até as beiradas.

Pode parar – Povo de Roraima, parem com essa assinatura contra os venezuelanos. Não sabemos o dia de amanhã. Quem nos garante que nosso futuro presidente não seja um maduro ou até pior, um podre. Aí vocês terão que cruzar a fronteira. Aceitem os venezuelanos. Se não por solidariedade, que seja por utilidade.

Delinquência parlamentar – ORio de Janeiroestá sob regime de recuperação fiscal: recebe dinheiro da União para pagar as despesas do dia-a-dia, custeio, na língua de orçamento. O regime tem condições, fixadas na lei complementar. Uma delas a de não conceder aumentos e reajustes de salários.

Pois não há de ver que os deputados votaram aumento para a área do Judiciário (ministério público, tribunal de contas e defensoria pública inclusos). O governador vetou; os deputados derrubaram o veto. O aumento não vale, é inconstitucional. Mas até que isso se decida os deputados já arrancaram votos das classes beneficiadas. Votos nas urnas e votos nos acórdãos contra outras delinquências dos parlamentares.

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido não tem graça". Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em Rogério Distéfano - O Insulto Diário e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta