Sessão da meia-noite no Bacacheri

A Vida de uma Mulher|Une Vie

 Jeanne (Judith Chemla) volta para casa após completar os estudos e passa a ajudar os zelosos pais nas tarefas do campo. Certo dia o visconde Julien de Lamare (Swann Arlaud) aparece nas redondezas e logo conquista o coração da jovem, que, encantada, com ele se casa e vai morar. Conforme o tempo avança Julien se mostra infiel, avarento e nada companheiro, o que vai minando a alegria de viver da antes esperançosa Jeanne.

Em competição pelo Leão de Ouro no Festival de Cinema de Veneza – onde foi premido com o Fipresci – Prêmio da Crítica Internacional –, filme realizado por Stéphane Brizé (“Mademoiselle Chambon”, “Quelques Heures de Printemps”, “A Lei do Mercado”). O argumento, da autoria de Brizé e de Florence Vignon, adapta o primeiro romance de Guy de Maupassant (1850-1893), um dos mais importantes escritores em língua francesa. 1h 59m|França|Bélgica|2017|

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo “Se não for divertido, não tem graça.” Contato: luizsolda@uol.com.br

Esta entrada foi publicada em Sessão da meia-noite no Bacacheri e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta