Sobre virtudes

orelha sf 1. é uma casa na cabeça – encerada se sem madeira não tem porta para entrar: recebe a ressonância e esse som reside lá. 2. clareia o ir do cego – seu sentido mais aberto. e mostra-lhe a cara do barulho ali por perto. 3. maquinaria que me deixa ereto. 4. canteiro de obras – estribo martelo bigorna. 5. caixa do tímpano aos cuidados do otorrino. 6. – vontade não te põe em pé – e sim o interno ouvido. 7. quem tem transtorno de equilíbrio passa a se precocupar com isso. vai aprender a palavra nova no hospital: vectonistagmografiadigital. 8. com vertigem e mal estar, suplica algo pra amparar, mas onde? não há nada com com o que se pareça: é uma queda dentro da própria cabeça. 9. reabilita o labirinto – deitado, em pé, sentado – com roupas confortáveis – pra cima, pra baixo. 10. você precisará fixar o olhar – é o gancho para agarrar. 11. piracetam e cinarizina ajudam na circulação central três vezes ao dia. 12. sua frequência se distancia da violência da microfonia. 13. mora também na página do livro antigo, mas essa não sabe dos brincos. 14. lugar para compor o segredo de liquidificador. 15. criança danada tinha a orelha puxada para lembrar do certo – diz a história: a orelha é a deusa memória. 16. onde começa o saber. 17. ultraleve. 18. é concha sem mar na praia da pele e sob o cabelo espera um gesto que a revele

Thiago E – é driblador da gagueiramotorista com restrição zprofessor com problemas de visãomúsico em reabilitação labiríntica integrante da banda Validuaté, com quem lançou 2 discos: Pelos Pátios Partidos Em Festa|2007|e Alegria, Girar|2009|membro da AO|autor do livro Cabeça De Sol Em Cima Do Trem, em parceria com o artista plástico Joniel Veras, ainda inédito.

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido não tem graça". Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em academia onírica, poesia, Sobre virtudes, soy loco por teresina, tarja preta, Teresina|Piauí, Thiago E e marcada com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta