Solda vê TV

Década de 90, papel A|3, caneta de retroprojetor mais Micron 08, hachura, muita hachura!

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido não tem graça". Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em Cartunista Solda, Dibujos, solda vê tv, Televisores e marcada com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Uma resposta a Solda vê TV

  1. José Silva disse:

    Prezado Solda!
    Estou farto de mulher depilada. A boa notícia é que recentemente uma ginecologista norte-americana disparou um tiro fatal no argumento das depiladas, que dizem que fazem esta besteira por higiene. Lamentavelmente, a mídia brasileira boicotou a informaçâo, porque a médica recomenda parar a depilaçâo brasileira. Ela diz que as depiladas carregam um depósito de bactérias “repugnantes” na zona depilada que só pode ser visto através de um microscópio. Penso que você poderia escrever algo sobre este assunto, amigo. E cobrar da mídia brasileira, já que pesquisei na internet em inglês, francês, espanhol e português. Vi muitos resultados, exceto na nossa língua. O nome da médica é Emily Gibson. Para facilitar a pesquisa, sugiro a você que digite assim, em inglês: Emily Gibson stop shaving. Em francês, podes colocar assim: Emily Gibson est contre l’épilation. Em espanhol, assim: Emily Gibson recomienda parar la depilación.
    Você vai ver que a informaçâo é muito interessante e útil.
    Um abraço.

    P.S. Eu tenho fotos lindas de mulheres peludas. Como faço para enviá-las a você? O meu email é este aí. Até breve.

Deixe uma resposta