Arquivo da tag: marcos prado

Todo dia é dia

Retícula sobre foto de Pablito Pereira

Publicado em Todo dia é dia | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Marcos Prado

© Pablito Pereira O Marcos Prado era curitibano – pobre e beberrão. Imaginem o inferno que foi viver justamente na cidade mais conservadora do sul do cu do mundo. Aqui, para viver, artista tem que pedir por favor. Cidade má … Continue lendo

Publicado em marcos prado | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Marcos Prado

Publicado em marcos prado | Com a tag , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

© Sabina Petrovski o poeta entrou aqui e trouxe o irmão junto que já se foi faz tempo e não conheci mas conheço pelas letrinhas e este irmão dele foi um raio tempestade ondas gigantes a engolir tudo e expelir … Continue lendo

Publicado em Zé da Silva | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Todo dia é dia

Publicado em Todo dia é dia, Todo dia é dia? | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

O futebol é uma calcinha de surpresas

Não se afobe com essa menina, é preciso classe para dominá-la. Calma, ela é que o ensina onde se deve ou não tocá-la.   Por ter as formas perfeitas, e os macios, simétricos gomos, é mais carinhosa com quem a … Continue lendo

Publicado em O futebol é uma calcinha de surpresas | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Panelaço

Lançamento do livro de traduções Os Catalépticos, 1992, Bibioteca Pública do Paraná. Da esquerda para a direita: Thadeu Wojciechowski, Sérgio Viralobos, Marcos Prado e Roberto Prado de Oliveira. Foto arquivo da família 

Publicado em Panelaço | Com a tag , , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Todo dia é dia

 © Myskiciewicz a mentira é a melhor é a melhor amiga das artes nela, gelatinosa, as glosas seculares minúcias de paisagens inexistentes um coração onde cabe um milhão diferentes dondoca de agora, amanhã de coturno segue sempre os passos de … Continue lendo

Publicado em todo dia é dia | Com a tag , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Em dezembro, Quinzena Marcos Prado

Publicado em Em dezembro Quinzena Marcos Prado | Com a tag , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Dezembro – 20 anos sem Marcos Prado

Retícula sobre foto de Pablito Pereira

Publicado em Dezembro - 20 anos sem Marcos Prado | Com a tag , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Marcos Prado

No Teatro de Bolso, que ficava na Praça Rui Barbosa, arrendado pelo Teatro Margem, cujo mentor era Manoel Carlos Karam, em 1973, quando a ditadura deitava e rolava formávamos uma comunidade. Manoel Carlos Karam, Dante Mendonça, eu, Lauro de Godoy … Continue lendo

Publicado em marcos prado | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Tempo

Marcos Prado, em algum lugar do passado. © Julio Covello

Publicado em tempo | Com a tag , , , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Trio elétrico

Os poetas Édson de Vulcanis, Marcos Prado e Ivan Justen, no tempo do guaraná com rolha. © Myskiciewicz Breção

Publicado em Trio elétrico | Com a tag , , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

No tempo do guaraná com rolha

O cartunista que vos digita e Marcos Prado, completamente perdidos em algum lugar de passado. Foto de quem estava lá, craro, cróvis!

Publicado em No tempo do guaraná com rolha | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Todo dia é dia

Retícula sobre foto de Pablito Pereira

Publicado em Todo dia é dia? | Com a tag , , , | 2 comentários
Compartilhe Facebook Twitter

Todo dia é dia

Publicado em Cartunista Solda, marcos prado, prof. thimpor, solda cáustico, soruda, Todo dia é dia | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 comentário
Compartilhe Facebook Twitter

O Solda nosso de cada dia

peguei um livro para ler um pouco e dormir  mas comecei a sonhar   (thadeu wojciechowski)   o arqueiro mira e esquece centauro lança flashs   (marcos prado)   santa sílaba saliente tanta vírgula silente nessa véspera entre amigos minha … Continue lendo

Publicado em Academia Paranaense de Letras -Requiescat in pace, Antonio Thadeu Wojciechowski, marcos prado, O Solda nosso de cada dia, Roberto Prado, Sem categoria, Soldatti | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | 1 comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Leia-se!

Poemas – O Livro dos Contrários, Marcos Prado. Estilo batatinha quando nasce morre pela boca e esparrama pelo chão. Lagarto Editores. Quem procurar, acha. o azar, depois de muito tempo perdido entre fichas e baralhos de um cassino resolveu casar … Continue lendo

Publicado em Cartunista Solda, leia-se!, marcos prado, O Livro dos Contrários, solda cáustico, Todo dia é dia | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Todo dia é dia

Publicado em marcos prado, Todo dia é dia, Ultralyrics | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Hoje

Marcos Prado de Oliveira nasceu no dia 15 de dezembro, 1961, em Curitiba. Foto de Pablito Pereira

Publicado em Absolut Marcos Prado, hoje, marcos prado, Pablito Pereira, Sem categoria | Com a tag , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter