Arquivo da tag: paulo leminski

Odiário

Eu, o Marcos Prado, o Thadeu Wojciechowski, o Bira Oliveira e o Roberto Jubainski editamos dois números de um jornal chamado Odiário. Um dos colaboradores era o Paulo Leminski, entre criaturas do quilate de Luís Cláudio Oliveira, Aníbal Marques, Luiz … Continue lendo

Publicado em 30 anos sem Paulo Leminski | Com a tag , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Tempo

Até hoje não descobri se ao boêmio é melhor a fidelidade extrema a um bar ou se a solução está em prevaricar a cada dia em boteco diferente. Não sei nem me interessa saber, posto que jamais fui fiel a … Continue lendo

Publicado em tempo | Com a tag , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Patrícia Poeta Pfingstag, mais conhecida como Patrícia Poeta, é uma jornalista e apresentadora brasileira. © Raissa Cavaignac|GShow

Publicado em 30 anos sem Paulo Leminski | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

30 anos sem Paulo Leminski

Publicado em 30 anos sem Paulo Leminski | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Dor elegante

Publicado em Dor Elegante | Com a tag , , , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Todo dia é dia

quando eu tiver setenta anos então vai acabar esta adolescência   vou largar da vida louca e terminar minha livre docência   vou fazer o que meu pai quer começar a vida com passo perfeito   vou fazer o que … Continue lendo

Publicado em Todo dia é dia | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Todo dia é dia

Publicado em Todo dia é dia | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

O Pasquim, 1989

“Você é um babaca, Jaguar”, eu disse pro espelho logo depois que li no jornal a notícia da morte de Leminski. “Um tremendo babaca.” Leminski foi um dos quatro porraloucas de gênio que conheci; os outros foram Hélio Oiticica, Armando … Continue lendo

Publicado em O Pasquim - 1989 | Com a tag , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

O Bandido Que Sabia Latim

Retícula sobre foto de Macaxera

Publicado em O Bandido Que Sabia Latim | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Dernier Avertissement

Ultimo Aviso caso alguma coisa me acontecer, informem a família foi assim, assim tinha que ser tinha que ser dor e dor esse processo de crescer tinha que vir dobrado esse medo de não ser tinha que ser mistério esse … Continue lendo

Publicado em Dernier Avertissement | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Todo dia é dia

Publicado em Todo dia é dia | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Tempo

Reynaldo Jardim e Paulo Leminski, 1978. © Sergio Moura

Publicado em tempo | Com a tag , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

The Voice

Solda, uma modesta homenagem ao grande Ivo quando privávamos de longos, engraçados, criativos, poéticos, musicais, etílicos, enfumaçados papos chez Leminski. Tardes imensas de domingos curtindo (coisa antiga!) juntos uma amizade fraterna com todos os que lá iam, a fugir da … Continue lendo

Publicado em The Voice | Com a tag , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Triste Michel

“Não havia razão para Michel ficar triste naquela manhã (o patifezinho); todo mundo gostava dele (o canalha). Tinha toda a noite de um dia duro aquele dia, pois Michel era um dos Vigias de Olho de Falcão. Sua mulher, Bernnie, … Continue lendo

Publicado em Triste Michel | Com a tag , , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Leite Quente nº 1 – Paulo Leminski – Nossa Linguagem

Curitiba do muito pinhão. Curitiba cidade-teste. Curitiba aldeia de ares provincianos. Curitiba urbe de 296 anos. Curitiba modelar em planejamento urbano. Curitiba ponto de luz universal. Curitiba das tantas sociedades filosóficas, operárias, beneficentes, culturais. Curitiba dos imigrantes múltiplos, dos migrantes … Continue lendo

Publicado em Leite Quente nº 1 - Paulo Leminski - Nossa Linguagem | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Todo dia é dia

Publicado em Todo dia é dia | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

O que é que os outros vão dizer?

Cresci à sombra dessa frase-ameaça, símbolo / síntese/ totem da nossa (curitibana) pudicícia, timidez, excesso de respeito pela opinião alheia. Os outros são uma loucura. Tem um que. Tem um outro. Tem um que outro. E tem cada outro que … Continue lendo

Publicado em O que é que os outros vão dizer? | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Todo dia é dia

Publicado em todo dia é dia | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Todo dia é dia

© Dico Kremer

Publicado em Todo dia é dia | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Todo dia é dia

Poema que é bom acaba zero a zero. Acaba com. Não como eu quero. Começa sem. Com, digamos, certo verso, veneno de letra, bolero. Ou menos. Tira daqui, bota dali, um lugar, não caminho. Prossegue de si. Seguro morreu de … Continue lendo

Publicado em Todo dia é dia | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter