Arquivo da tag: poesia

Delicadeza

Pelas horas do tempo não linear persigo seu rosto em todas as palavras, sílabas, frestas tento adivinhar qual será o presságio ao ouvir o vento bater à janela ao acaso ou à sorte as linhas da minha mão migraram para … Continue lendo

Publicado em Marianna Camargo - Revista Ideias | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

18

Ontem, por uma fraqueza de caráter, resolvi separar as pessoas do meu convívio em dois blocos distintos – os bons e os maus. Que terrível, Senhor. Depois de muito ajuizar, os bons me fitavam com expressões demoníacas enquanto os maus, … Continue lendo

Publicado em 18 | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Publicado em Todo dia é dia | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Todo dia é dia

Publicado em Todo dia é dia | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Publicado em Poeta não se explica | Com a tag , , | Comentários desativados em
Compartilhe Facebook Twitter

O silêncio da memória

Ocultar-me, distrair-me, ausentar-me. Todo o silêncio que habita os subterrâneos da memória. Toda a palavra engasgada e partida. O medo percorre as linhas dos hemisférios, sopra bem suave na sua nuca, desvia o olhar quando é encarado. E invade e … Continue lendo

Publicado em Marianna Camargo | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Delicadeza

Pelas horas do tempo não linear persigo seu rosto em todas as palavras, sílabas, frestas tento adivinhar qual será o presságio ao ouvir o vento bater à janela ao acaso ou à sorte as linhas da minha mão migraram para … Continue lendo

Publicado em Marianna Camargo | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Salto

Espelho, vazio, salto Nada mais longe Nada mais perto Meu mar sobre mim A paisagem em dobras A palavra árida Gasta pelo tempo Ressurge no seu pensamento Viro a esquina Descubro seus ângulos obscuros Percorro as manhãs Que me dizem … Continue lendo

Publicado em Marianna Camargo | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Todo dia é dia

Publicado em Todo dia é dia | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Poeminha última vontade

© Cássio Loredano Enterrem meu corpo em qualquer lugar. Que não seja, porém, um cemitério. De preferência, mata; Na Gávea, na Tijuca, em Jacarepaguá. Na tumba, em letras fundas, Que o tempo não destrua, Meu nome gravado claramente. De modo … Continue lendo

Publicado em Poeminha útima vontade | Com a tag , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Todo dia é dia

© Reuters

Publicado em Todo dia é dia | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Todo dia é dia

© Manuel Dalpendre

Publicado em Todo dia é dia | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Todo dia é dia

para o rápido alívio das dores do amor massageie levemente a garganta até a vista se tornar completamente incolor é de preparo instantâneo contém 20 miligramas de chá de amnésia que elimina as paredes do crânio em instantes mandando lá … Continue lendo

Publicado em Todo dia é dia | Com a tag , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Alice, essa maravilha

Alice Ruiz, para quem não conhece as alices ruízes, é uma planta da família das violáceas, de estípolas foliáceas, sempre cercada de áureasalices e estrelas-da-manhã por todos os lados, cuja função é servir de alicerce para todos os aquis, deixando … Continue lendo

Publicado em Alice Ruiz | Com a tag , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Todo dia é dia

Publicado em Todo dia é dia | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Publicado em Sem categoria | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Ostras

Publicado em ostras parábolas | Com a tag , , , , | 3 comentários
Compartilhe Facebook Twitter

Coração de Aladim

a cidade mastiga meu peito quero gritar sonho comigo mesmo afônico você que me dói e põe dentes nos edifícios seu olho me olha por dentro como uma estrela cheia de mágoa transborda sua luz sem soluço quieto como um … Continue lendo

Publicado em Coração de Aladim | Com a tag , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Todo dia é dia

Publicado em Todo dia é dia | Com a tag , , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

A menina de Caicó…

Autorretrato

Publicado em Assionara Souza | Com a tag , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter