Arquivo da tag: Zé da Silva

Zé da Silva

Sei não quem é o presidente, não. Tenho televisão não. Nem rádio. Nunca vi um jornal na vida. Já me falaram o que é, mas não adianta. Não sei lê! Nasci aqui nesse cantinho perdido no mundo. Em casa tem … Continue lendo

Publicado em zé beto | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Danço desde os tempos em que não ia aos bailinhos onde os Bee Gees reinavam. Medo. Meus fantasmas são companheiros inseparáveis. Não sei de onde vieram, talvez como presente de Natal dos pais, mas isso é desculpa de quem nunca … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

A dor era como se uma a ponta de punhal de prata estivesse enterrada ali, no quadril. Lado esquerdo. O ortopedista receitou o remédio azul. Eu tinha um branco e um rosa que tomava de vez em quando para aliviar … Continue lendo

Publicado em zé beto | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Viu a cabeleira armada da madame. De longe. Achou que parecia algodão doce, só que preto. Foi chegando perto. O perfume emanado o inebriou. De algodão a coisa ficou virou nuvem. Foi ali que entrou – e se perdeu. Nas … Continue lendo

Publicado em zé beto | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Não sei quanto custa a passagem de ônibus para o Vale do Itapocu, mas não tenho. Se tivesse, não embarcava. Preservo minha liberdade. A de ir e vir. Como o rio que dá nome a este pedaço de Santa Catarina. … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Olhei a conta do cartão de crédito e lembrei de filme pornô. O que tem a ver com as calças? Outro dia escreveram um bilhete anônimo dizendo que não honro as minhas. As contas, sim. Mas… as calças? Fui olhar … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Voou Rumo à Estação Finlândia, mas não quero nem saber do tal do Virso, sobrenome de quem não se chama Raimundo, mas rima, pois Edmundo. Vai para o desconhecido aqui da alma, apesar de o mapa me mostrar que bem … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Meu carro não é vermelho e não uso espelho pra me pentear. Fica estacionado na rua como se fosse uma árvore metálica cujas raízes são as quatro rodas com pneus carecas como o dono. Não dei nome a esse. Não … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Põe o Poe. Arrepiei. Catiça de linguiça! Sai pra lá jacaré! Não saiu. Os bichos tomaram conta. Não foi sonho. Foi pensado no estilo nóia. O dia todo ouço a sinfonia dos cachorros da rua. Todos bem tratados e protegidos … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Nunca entendeu o que queria dizer “hoje eu quero me acabar”. Não sabia se tinham lhe falado ou se era letra de uma música do passado. Nunca tinha se acabado. Nem de furrupa, nem do pior jeito. O máximo de … Continue lendo

Publicado em zé beto | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Foi por causa dos raios de luz furando a persiana e sendo invadidos por partículas de poeira em suspensão. Li em romances policiais, vi em alguns filmes, procurei em muitos lugares até encontrar a sala ideal para isso. Um colchão … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Está rindo de quê? Me perguntei no espelho. O outro eu não respondeu. Estava lá com cara de felicidade. Deixei pra lá, mas fiz uma foto para olhar de vez em sempre. Agora, por exemplo. Numa terra onde canalhas, pulhas, … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Cabeças decapitadas e penduradas lado a lado para o desfile macabro da guerra nunca saíram da minha mente. Uma Luger no coldre do militar também. Acabar de ouvir Wanderlea cantando “Exército do Surf” e dizendo que, sim, nós somos jovens, … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Poeta, profeta, pateta. O som das palavras me espeta. Não navego no ego da escrita porque a maioria faz isso. Mesmo o careca de saber que é uma besta. Mas ele sabe escrever e vê publicado. Na nova bíblia, a … Continue lendo

Publicado em zé beto | Com a tag , , | Comentários desativados em Zé da Silva
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Nas duas fotos me vi – sem estar lá. Mais de meio século depois de a luz sensibilizar os fotogramas. Registraram para sempre parentes próximos, mas não foi isso que olhei. Duas casas de periferia. Ruas de terra, poeira e … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Saí da gafieira e o sapato bicolor andava sem o meu comando. Brisa lambendo fachadas de prédios antigos. Sentei na cama da pensão barata e lembrei que gente famosa também fez isso em tempos remotos. Olhei o relógio, única herança … Continue lendo

Publicado em Blog do Zé Beto | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

O voo cego é como briga de foice no escuro. Pode ser um resumo de vida ou um longo momento de pânico, como a morte no caminhão seguindo o motorista do carro em Encurralado. Ouvi o grito da mulher sendo … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Foi logo cedinho que disseram que eu estava estranho. Foi a diarista, que me conhece tanto que na primeira vez fez quiabo gosmento com frango sem eu pedir. Estranhei o estranho. Mas depois que tomei o segundo balde de café… … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Zé Beto | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Meu ódio será sua herança. Cabeças cortadas. Sangue e areia. Sob o domínio do medo. Macunaíma. Matar ou correr. O vendedor de Linguiça. Roubei a telona do Cine Dom Bosco, meu pulgueiro favorito – e fiz dela vários lençóis. Achava … Continue lendo

Publicado em roberto josé da silva | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

todos enforcados. eu vi com esses olhos que os vermes hão de comer. pendurados no arame. pescoços esticados. ficaram ali junto a uma parede por mais de um dia. eu passava, olhava – e não entendia. pensava: se era uma … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter