Arquivo da tag: Zé da Silva

Zé da Silva

Pendurado por ganchos e exposto no açougue da vida, quem não? Muitos, mas estes são privilegiados por não terem dúvidas, não terem alma, funcionarem como o sexo dos animais. Lavou, tá limpo? Vai ver que é isso mesmo e idiotas … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Dei um bico na tampinha de guaraná, ela sumiu num bueiro, e então me veio: “A existência da essência não só fortalece o vazio – destrói o todo”. Tudo parado no meu mundo – e nada mais. Calor abafado. Daria … Continue lendo

Publicado em Zé da Silva | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Minha cueca amarela sumiu. Acho que um dos encostos gostou e levou. Um dia pensei nisso por uns trinta segundos. Mais seria dar poder à coisa. Ele deve estar desfilando por aí, querendo encostar em outro, porque sabe que aqui … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

A mosca estava na sopa. Não tem outra explicação. Sem vergonha eu era. Comia buchada de bode no café da manhã. Jaca mole era sobremesa no almoço e jantar. Vegano agora sou. Dizem que envergano, pois voltei aos tempos de … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Cinco anos depois, a terapeuta revelou a essência. Fala-se tudo, as voltas são enormes, mas sempre se chega ao ponto de partida: pai e mãe. Depois é você o pai ou a mãe – e não entende porque os filhos … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Recebi a carta pelo correio. Só havia uma frase. Está tudo bem. Sem remetente. Envelope daqueles com borda verde e amarela. Como pode estar tudo bem, se não conheço quem traçou a linha? A partir daquele momento pensei em todas … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Sabia que algo ia me acontecer assim que dobrasse a esquina das ruas escuras. Uma garoa forte molhava as pedras da calçada. Foram elas que me avisaram. Não parei. Quando entrei na rua do crime… Um sol quase me cegou. … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Meus vivos-mortos estão perambulando pelas ruas. Ontem mesmo vi um, bem vestido, mochila nas costas, atravessando a avenida e arrastando um colchão velho e um cobertor. Procurava um buraco na selva da cidade para se esconder do que é impossível … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Minto a idade. Eu posso. Quem manda em mim sou eu. Aprendi isso quando não mandava porra nenhuma – mas gostei. Há teorias sobre minha mentira. Eu invento. O que a gente não inventa? Inventamo-nos 24 horas por dia/noite. Uma … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Joguei fora os óculos de grau. Melhor, o que restou dele, porque quando voltei da escola, onde mais uma vez fui taxada de “quatro olhos”, coloquei-o no chão e fiquei pulando em cima feito aquele personagem de um filme do … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Depois de meio século pastando, recebo cartinha avisando que meu benefício do INSS estará disponível a partir do décimo dia do próximo mês. Logo depois, vinte bancos me telefonam oferecendo empréstimo consignado porque têm certeza de que estou lascado nas … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Liguem as turbinas pois quero ser sugado, triturado, espalhado no asfalto quente e pisado pela multidão de miseráveis – para pagar meus pecados. Eu não os conheço, mas a penitência sim. Ela sempre vem amplificada como se todos os padres … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Sei não quem é o presidente, não. Tenho televisão não. Nem rádio. Nunca vi um jornal na vida. Já me falaram o que é, mas não adianta. Não sei lê! Nasci aqui nesse cantinho perdido no mundo. Em casa tem … Continue lendo

Publicado em zé beto | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Danço desde os tempos em que não ia aos bailinhos onde os Bee Gees reinavam. Medo. Meus fantasmas são companheiros inseparáveis. Não sei de onde vieram, talvez como presente de Natal dos pais, mas isso é desculpa de quem nunca … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

A dor era como se uma a ponta de punhal de prata estivesse enterrada ali, no quadril. Lado esquerdo. O ortopedista receitou o remédio azul. Eu tinha um branco e um rosa que tomava de vez em quando para aliviar … Continue lendo

Publicado em zé beto | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter