Arquivo da tag: Zé da Silva

Zé da Silva

Nunca entendeu o que queria dizer “hoje eu quero me acabar”. Não sabia se tinham lhe falado ou se era letra de uma música do passado. Nunca tinha se acabado. Nem de furrupa, nem do pior jeito. O máximo de … Continue lendo

Publicado em zé beto | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Foi por causa dos raios de luz furando a persiana e sendo invadidos por partículas de poeira em suspensão. Li em romances policiais, vi em alguns filmes, procurei em muitos lugares até encontrar a sala ideal para isso. Um colchão … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Está rindo de quê? Me perguntei no espelho. O outro eu não respondeu. Estava lá com cara de felicidade. Deixei pra lá, mas fiz uma foto para olhar de vez em sempre. Agora, por exemplo. Numa terra onde canalhas, pulhas, … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Cabeças decapitadas e penduradas lado a lado para o desfile macabro da guerra nunca saíram da minha mente. Uma Luger no coldre do militar também. Acabar de ouvir Wanderlea cantando “Exército do Surf” e dizendo que, sim, nós somos jovens, … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Poeta, profeta, pateta. O som das palavras me espeta. Não navego no ego da escrita porque a maioria faz isso. Mesmo o careca de saber que é uma besta. Mas ele sabe escrever e vê publicado. Na nova bíblia, a … Continue lendo

Publicado em zé beto | Com a tag , , | Comentários desativados em Zé da Silva
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Nas duas fotos me vi – sem estar lá. Mais de meio século depois de a luz sensibilizar os fotogramas. Registraram para sempre parentes próximos, mas não foi isso que olhei. Duas casas de periferia. Ruas de terra, poeira e … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Saí da gafieira e o sapato bicolor andava sem o meu comando. Brisa lambendo fachadas de prédios antigos. Sentei na cama da pensão barata e lembrei que gente famosa também fez isso em tempos remotos. Olhei o relógio, única herança … Continue lendo

Publicado em Blog do Zé Beto | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

O voo cego é como briga de foice no escuro. Pode ser um resumo de vida ou um longo momento de pânico, como a morte no caminhão seguindo o motorista do carro em Encurralado. Ouvi o grito da mulher sendo … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Foi logo cedinho que disseram que eu estava estranho. Foi a diarista, que me conhece tanto que na primeira vez fez quiabo gosmento com frango sem eu pedir. Estranhei o estranho. Mas depois que tomei o segundo balde de café… … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Zé Beto | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Meu ódio será sua herança. Cabeças cortadas. Sangue e areia. Sob o domínio do medo. Macunaíma. Matar ou correr. O vendedor de Linguiça. Roubei a telona do Cine Dom Bosco, meu pulgueiro favorito – e fiz dela vários lençóis. Achava … Continue lendo

Publicado em roberto josé da silva | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

todos enforcados. eu vi com esses olhos que os vermes hão de comer. pendurados no arame. pescoços esticados. ficaram ali junto a uma parede por mais de um dia. eu passava, olhava – e não entendia. pensava: se era uma … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Me apresentaram um balaio e eu saltei de banda feito Zé Trindade. Prefiro ser do balacobaco, como Araci de Almeida, abençoada por Noel e apaixonada pelo Rei, de Curitiba, goleiro, galã, mito – e não minto. Tenho conversa de botequim … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Na praia, no meio da madrugada, ondas do mar quebrando nos ouvidos, acordou de um sonho estranho. Então, viu. A avó, morta há anos, estava sentada na beira da cama, fumando seu cigarro de palha, vestidão cinza comprido, estampa com … Continue lendo

Publicado em Zé da Silva | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Bonzinho no inferno – Toda eleição é a mesma coisa. Na reta de chegada, como agora, aqueles candidatos que se apresentavam como anjos salvadores se transformam em vingadores, porque descobrem que o eleitor sabe que ser humano bonzinho existe tanto … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva – O primeiro voto a gente esquece? O meu, não. Era para eleger a miss do colégio de freiras – e a menina que me atormentava estava concorrendo. O nome também jamais esqueci. Lucivalda. No ano em … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Deve ter sido a luz vermelha que coloquei do lado de fora do sobrado para aquela festa. Quem entrava achava meio estranho só encontrar em toda a casa uma geladeira velha e um fogão sem botijão de gás na cozinha … Continue lendo

Publicado em Zé da Silva | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Arembepe é tão mágica que mesmo a vizinha e horrorosa refinaria de Camaçari não lhe tira o encanto. Ao contrário – até parece bela sob o olhar de quem entra naquela vila de hippies que estão acima do tempo. Ali … Continue lendo

Publicado em roberto josé da silva | Com a tag , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

É fácil apontar o dedo sujo para o outro e enumerar os defeitos, não é mesmo? Sim, estou escrevendo para você, porque também leio enquanto escrevo, mas isso não te interessa, afinal, faço sob o comando do que não imagino … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Os revólveres eram de prata, com cabo vermelho. Enfiados em duas cartucheiras penduradas num cinto branco, estavam lá dentro da caixa na vitrine da loja. Eu passava todo dia e ficava olhando de longe – porque, por algum motivo que … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Zé Beto | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Zé da Silva

Roberto José Da Silva – Blog do Zé Beto A mesinha de madeira era pequena, mas cabia o rádio em cima e sobrava um espaço para ele colocar o cotovelo – sempre o direito. A mão ia da testa até … Continue lendo

Publicado em Roberto José da Silva - Blog do Zé Beto | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter