John Lennon

Eu tinha este livro. Habituado a emprestar para amigos, foi-se. E não voltou mais. Raridade, só encontrada em sebos. Tradução – transcriação – de Paulo Leminski. Editora Brasiliense, não recordo o ano.

Um atrapalho no trabalho são dois livros de Lennon, Lennon on His Own Write, de 1964, e a Spaniard in The Works, publicado em 1965, estranhas miscelâneas de textos de natureza vária, flash-contos, esboços de peças, poemas non-sense, acompanhados de desenhos, todos marcados por extrema criatividade da linguagem, conduzida ao absurdo por um humor sarcástico e cínico.Os dois livros do beatle ocupam lugar especial no quadro da criação textual da segunda metade do século XX. Pela linguagem, seus textos remetem a James Joyce, o mais radical dos prosadores do século. Em Um atrapalho no trabalho, prosa-pop, prosa da era da TV, dos clips, VTVTVT&tc, arte da arte, o beatle fez gato e sapato das receitas de todos os gêneros, excomunga os lugares-comuns. Rir é o melhor remédio, achar graça, a única saída.

Paulo Leminski (texto para a 4a. capa da edição da Brasiliense, 1985)

Sobre Solda

Luiz Antonio Solda, Itararé (SP), 1952. Cartunista, poeta, publicitário reformado, fundador da Academia Paranaense de Letraset, nefelibata, taquifágico, soníloquo e taxidermista nas horas de folga. Há mais de 40 anos tenta viver em Curitiba. É autor do pleonasmo "Se não for divertido não tem graça". Contato: luizsolda@uol.com.br
Esta entrada foi publicada em john lennon e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.
Compartilhe Facebook Twitter

Deixe uma resposta