Aviso aos navegantes

solda-by-orlando-nariz-de-palhaço

© Orlando Pedroso

Vou na farmácia e só volto depois do carnaval, uma festa marcada pelo “adeus à carne”, a partir dela se faz um grande período de abstinência e jejum, como o próprio nome em latim “carnis levale” indica. Para sua preparação há uma grande concentração de festejos populares. Cada lugar e região brinca a seu modo, geralmente de uma forma propositadamente extravagante, de acordo com seus costumes.

Teve origem na Grécia em meados dos anos 600 a 520 a.C, através da qual os gregos realizavam seus cultos em agradecimento aos deuses pela fertilidade do solo e pela produção. Passou a ser uma comemoração adotada pela Igreja Católica em 590 d.C.  antes da Quaresma. Evoé, Momo!

Publicado em Aviso aos Navegantes | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Revista Ideias

revista-ideias-fevereiro-2016

Travessa dos Editores|#172|janeiro|2016

Publicado em revista ideias | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Jimi Hendrix 12 String Blues

Publicado em Sem categoria | Com a tag , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Mural da História

este-ex-tado

operaçãosatiagraha-13-7-200813 de julho de 2008

Publicado em Sem categoria | Com a tag , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Ova-se!

Publicado em ova-se! | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Sessão da meia-noite no Bacacheri

Poster-Bande

O Bando Das Quatro. Teatro, conspirações, segredos – “La Bande des Quatre” desenvolve-se como “súmula” absolutamente “rivettiana”. Quatro amigas, alunas da mesma escola de teatro, e os encontros com um estranho que as avisa do perigo que corre uma quinta garota, colega delas. Visto de hoje, “La Bande des Quatre” é um filme que faz a ponte entre o Rivette austero e “ensaístico” dos anos 70 e 80, e o dos anos 90, um pouco mais claro e mais fluidamente narrativo. 2h 35mn, direção de Jacques Rivette, 1989, França e Suíça. 

Publicado em Sessão da meia-noite no Bacacheri | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Carnaval curitibano

Onde-me-doem-os-ossos

Do livro “Onde me doem os ossos”, de Ernani Buchmann, Get Edições, 2003.

Publicado em Carnaval Curitibano | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Pentelhos

Cho-Cha-dois

Chon Cha. © IShotMySelf

Publicado em Pentelhos! | Com a tag , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Flagrantes da vida real

Dona-Zica

© Myskiciewicz

Publicado em Flagrantes da vida real | Com a tag , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Em Guarapuava…

bernardo-ribas-carli

© Myskiciewicz

Publicado em Em Guarapuava... | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Tempo

pink-freud

© Solda 1975

Publicado em tempo | Com a tag , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Corrente

Foto-de-Chema-Madoz

© Chema Madoz

Publicado em Corrente | Com a tag | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Mural da História

este-ex-tado

cunhado-7-de-julho-2010

7 de julho, 2010

Publicado em mural da história | Com a tag , , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Carnaval: modo de usar

Uma boa notícia pra você que odeia o Carnaval: você pode continuar odiando o Carnaval. O Carnaval agradece. Já tem gente demais participando. Uma má notícia pra você que odeia o Carnaval: essa batalha está perdida, senhor Grinch. O motivo é simples: o Carnaval chegou aqui antes de você. Primeiro veio o Carnaval. Em volta dele nasceu a cidade, e o circo, os teatros, os cinemas, tudo isso pras pessoas não se entediarem enquanto o Carnaval não chega.

Que o leitor desavisado não ache que estou falando do Carnaval da Globeleza: o Carnaval de rua é o oposto do Carnaval da avenida. Enquanto a avenida se organiza, nos dias de hoje, hierarquicamente, com suas arquibancadas, frisas, camarotes VIPs cheios de BBBs namorando CEOs que pagaram pra assistir desfiles pagos por ditadores sanguinários ao som do tamborim atravessado do prefeito de chapéu de palha, na rua ainda persiste um espetáculo sem ingresso nem catraca, sem palco nem plateia, onde tudo é palco e tudo é plateia, e a única regra é a subversão. Um é vertical, o outro é horizontal, um é à noite, o outro no raiar do dia.

Quanto menos caixas de som, melhor o som. Quanto mais velho o bairro, melhor o bloco. Quanto mais homens com camisa de time de futebol e chapéus de marcas de cerveja, pior o bloco -a não ser que você tenha esse fetiche específico. Acorde cedo. Durma cedo. Não sem antes dar um mergulho na praia. Você não vai ter fome. Mas coma. Pra sobreviver. De preferência em pé. Não leve dinheiro demais. Não leve documento nenhum. Não leve nada que não seja leve. Não leve nada a sério. Nem ninguém. Se beber uma água amarga, é lisérgica. Beba com moderação. Caso você tenha uma água amarga, ofereça para mim. Tentarei beber com moderação. E pode confiar nos sacolés: nunca matou ninguém. Procure músicos a pé

Fuja dos carros, trios e máquinas automotoras. Prefira máquinas como o trombone, o sousafone e o bombardino. Capriche na fantasia, mas não demais -se tudo der certo ela vai estragar. Faça planos, mas não demais.

Apaixone-se demais, desde que não dure muito tempo. Se você vir a pessoa com outra pessoa, é de bom tom traçar uma linha reta na direção oposta e não perguntar nada até quarta-feira (melhor mesmo é não perguntar nada). Importante: saiba voltar pra casa. Nada de mágico acontece depois das oito da noite. Pense que amanhã tem mais. E daqui a pouco já tem festa junina.

gregorioduvivier

Gregorio Duvivier – Folha de São Paulo

Publicado em Carnaval: modo de usar | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Let’s play that!

Publicado em let's play that! | Com a tag , , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Que país é esse?

fiat-elba-escondido-no-armário-5-2-2016

© Myskiciewicz

Publicado em Sem categoria | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

‘A Lua Vem da Ásia’ vai virar filme

Livro clássico de Campos de Carvalho, “A Lua Vem da Ásia” vai virar filme. A adaptação, a cargo do ator Chico Diaz, já recebeu autorização da Ancine para captar R$ 1,57 milhão —e tem até o fim deste ano para fazê-lo. Cultuado entre escritores, mas ainda pouco lido pelo grande público, o romance do autor mineiro já havia sido adaptado para o teatro em 2011, pelo próprio Diaz, que atuava como o protagonista do monólogo. “Acredito na capacidade do texto de levantar questões contemporâneas importantes”, afirma o ator.

Além da captação de recursos, a ideia é buscar parceiros de produção para viabilizar o longa. Por enquanto, também estão no projeto as produtoras Cavídeo, Maranduvá e Pureza Filmes. Além da Lei Rouanet, eles procuram editais para inscrever o filme. Publicado em 1956 pela José Olympio e recuperado nos anos 1990 pela mesma editora, “A Lua Vem da Ásia” é um romance surrealista sobre a loucura, no qual o protagonista inicia suas memórias dizendo que matou seu professor de lógica aos 16 anos.

MÃE, MOSER E AZEVEDO

Chegou a seis dígitos, em reais, a disputa pela obra de Valter Hugo Mãe, um dos principais nomes da Cosac Naify. A Globo Livros levou, em leilão que envolveu ainda Companhia das Letras, Record e Intrínseca. Os livros que estavam na 34 também vão para lá.

Outros autores da Cosac também já têm nova casa. Benjamin Moser, disputado por algumas editoras, fechou com a Companhia os direitos de “Clarice,” e da biografia de Susan Sontag, que sai no próximo ano.

“Achei que fazia sentido ir para a Companhia, porque eles editam a Sontag no Brasil. E a Penguin, minha editora no exterior, publica a Clarice”, afirma Moser.

Estevão Azevedo, ganhador do Prêmio São Paulo, fechou com a Record a publicação de todos os seus livros antigos e um novo romance.

“Queríamos o Estevão há muito tempo. É um jovem autor literário, com uma carreira pela frente, justamente o que procuramos”, afirma Carlos Andreazza, editor da Record.

maurício-Meireles

Maurício Meireles – Folha de São Paulo

Publicado em Sem categoria | Com a tag , , , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Abu

Publicado em Abu | Com a tag , , , , | 1 comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Mahmoud Ahmadinejad

Mahmoud-Ahmadinejad© Tottally Cool Pix

Publicado em Mahmoud Ahmadinejad | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter

Todo dia é dia

soldeinberg-dois

Década de 80.

Publicado em todo dia é dia | Com a tag , , | Deixar um comentário
Compartilhe Facebook Twitter